15.6.08

A oração que Deus não respondeu

No fim de semana aconteceu ali o Seminário de Intercessão, e nas palavras dos guerreiros que participaram, foi um dos mais marcantes dos 36 que já passaram por esse Brasil a fora. Ao preço de dores de parto, um enorme peso espiritual foi quebrado, houve muitas libertações de vidas e da atmosfera da cidade, e o Senhor tem revelado profeticamente a Sua glória para aquele lugar.

Enquanto o seminário acontecia, no Chevrolet Hall a cidade celebrava uma das maiores festa de S. João do Nordeste. Mas cremos que estaremos ali tomando posse do terreno do inimigo. Acreditamos que esta nação será conhecida pelas festas ao Rei Jesus! Na madrugada de domingo para segunda, depois do seminário, os noticiários publicaram a morte do fundador do “Galo da Madrugada”, o maior festival da cidade, que já chegou a reunir 3 milhões de pessoas pelas ruas do Recife. Ficamos boquiabertos. Ele faleceu de uma cirurgia no joelho.

Outro evento importante foi ver essa semana, o Sport Club do Recife se tornar o campeão do Campeonato do Brasil! Os jogadores, muitos crentes, glorificavam a Deus e até declararam na mídia que esta vitória foi o cumprimento das promessas do Senhor.

Creio que também não é coincidência ver na bandeira do Recife, um leão segurando uma cruz. Deus tem Seus planos e estratégias e não é em vão que estaremos indo ali exatamente nesta hora.

fonte: blog da Ana Paula Valadão

No excelente Para curar um mundo fraturado (Séfer), o Rabino Jonathan Sacks conta algo interessante:

"Os chassidim contam uma história sobre o segundo Rebe de Lubavitch (o "Mitteler" Rebe). Certa vez, ele estava tão concentrado em seus estudos que não escutou seu filho pequeno chorar. Mas o avô (Rebe Shneur Zalman de Liadi) ouviu, desceu as escadas, pegou o bebê no colo e ninou-o até que voltasse a dormir. Aproximou-se então de seu filho, ainda imerso nos livros, e disse: 'Meu filho, não sei o que você está estudando, mas se o deixa surdo ao choro de uma criança, não é a Torá'. Viver a vida da religiosidade é ouvir o lamento silente dos aflitos, solitários, marginalizados, pobres, doentes, impotentes - e responder."

Se o resultado da "batalha espiritual" protagonizada pelos intercessores do grupo Diante do Trono é o regozijo disfarçado de pasmo ante a morte do fundador do
maior bloco de carnaval do mundo (segundo o Guiness), algo está errado. Sobre o lance do leão na bandeira do Sport nem dá p/ comentar, tal a sandice (eivada quem sabe de um matiz egóico travestido de expressões "espirituais").

Prezaria saber os resultados dessa espécie de "boacumba gospel" após pantomima semelhante ocorrida no Rio de Janeiro há alguns meses.

No início do ministério, Ana Paula cantava "Dá-me um coração igual ao teu, meu Mestre". Ao que parece, essa oração não foi respondida. Infelizmente.

PS.: Postei esse lance ontem em duas comus no Orkut. Vc pode conferir a repercussão aqui e aqui.

14 comentários:

Ysti disse...

Faz-me lembrar quando Tiago e João após Jesus não ser recebido pelos samaritanos, perguntam: Senhor, quer que digamos que desça fogo do céu e os consuma, como Elias também fez?
Voltando-se, porém, repreendeu-os, e disse: Vós não sabeis de que espírito sois.
Porque o Filho do homem não veio para destruir as almas dos homens, mas para salvá-las. E foram para outra aldeia.
Lc 9:54-56

Triste ter que concordar com você Pavarini.

Volney Faustini disse...

Sou corinthiano, desde criancinha (eu sei eu sei - alguns vão dizer, azar o seu), mas posso assegurar que na minha torcida pessoal nesta quarta que passou, não estavam rezas nem orações para a vitória, muito menos que viesse uma derrota no limite de 2 a 1 pro Sport.

O que tem um time de crentes - a mais de outro time com alguns crentes a menos - para que Deus lhes conceda algo a mais do que aos outros???

Pense na torcida corinhtiana - deve ter percentualmente o maior número de crentes, sendo ela também um substrato de nossa sociedade (eu sei, eu sei - há controvérsias).

O que está em jogo - e isso escreveu muito bem mestre Pava (palmeirense de longa data), é o choro do povo igual a rebanho perdido. E mais perdido ficam algumas celebridades gospel ao desfocar seus olhares (e ouvidos) para onde a batalha não está sendo travada!!

Não espero nada de celebridade - acontece que o povo espera e ouve.

Viva o povo brasileiro!!

Rodrigo disse...

Pava, como diriam os cearenses, que "marmota"... Como podem celebrar a morte de alguém?...Oro para eles prestem atenção no que cantam...

Juber Donizete Gonçalves disse...

Sérgio,

Uma espiritualidade que vê anjos, mas não vê Deus no próximo é tudo menos de Jesus. Ysti citou bem o texto de Lucas 9:54-56. O apóstolo João diz se eu não amo o meu próximo que eu vejo todo dia, então como eu vou dizer que amo a Deus, que eu não vejo. Concordo com você que espiritualidade desse jeito só pode ser "boacumba evangélica".

Graça e paz.

DrummerChick disse...

Misericórdia!

Daladier Lima disse...

É lamentável que um grupo com tanta repercussão fique à mercê desses comentários infantis.

Quando eu critiquei no meu blog a ida de André Valadão como representante das Assembléias de Deus ao Congresso Mundial da denominação em Portugal, os portugueses e alguns brasileiros caíram matando.

Está aí a essência da "tchurma"... Vamos ver no que dá.

AMARILDOBILL3X disse...

NÃO DEVEMOS SER JUIZES DE NINGUEM,
DEUS SIM É O JUSTO JUIZ, POIS SE JULGAMOS OS OUTROS, NOS MESMOS SEREMOS JULGADOS. É NÃO DEVEMOS LUTAR CONTRA A CARNE... POIS, TUDO O QUE NÃO É DE DEUS, NÃO DURA,ANTES TEM POUCA DURAÇÃO...OU SE NÃO PODEMOS ESTAR LUTANDO CONTRA DEUS.
CUIDADO COM SEUS COMENTARIOS. POIS PODE SER UM JULGAMENTO, É DEUS NÃO NOS COLOCOU COM JUIZES E SIM COMO SERVOS.
QUE DEUS TENHA MISERICORDIA DE NÓS.

Claudia.Recife disse...

A morte do senhor Enéas você vê como Deus atendendo a um pedido? Nunca vi, em toda a minha vida, algo tão absurdo. Sim, sou evangélica (presbiteriana), conhecia pessoalmente o sr. Enéas...e tem quem se alegre com a morte do outro? Isso lá é papel que um evangélico se proponha?
E quanto a vitória do Sport, sim, como pernambucana que sou, me alegrei. E não é verdade que ali no time a extrema maioria seja crente não. Olha...esse blog tem se desvirtuado MUITÍSSIMO do seu propósito inicial. Tô fora.

Anônimo disse...

Deus não nos deu inteligência por acaso. Ele nos deu pra que nós usufruíssemos dela, RACIOCINANDO. É só procurar entender as coisas e não aceitar tudo que nos é oferecido, seja por um irmãozinho da nossa comunidade ou por " popstars gospel". E entender as coisas não é tão difícil assim. Basta confrontarmos o que recebemos e escutamos com a palavra de Deus (que também não nos foi dada por acaso). E isso não é julgamento! É ter apenas uma atitude diferente dos animais... pensamento, reflexão... e utilizarmos o que Deus nos deu... a INTELIGÊNCIA. Acho de extrema importância termos críticos dentro da igreja. É assim que não caímos na enrolação de pessoas que só querem nos alienar. Está na hora de deixarmos de ser crentes, evangélicos, batistas, presbiterianos, etc... e sermos imitadores de Cristo, simplesmente.

MARCIO disse...

Quem tem bom senso e o espírito conforme o Evangelho da Graça discirna!!

O evangelho que essa turma prega é o seguinte:
Temam o nosso deus, obeceça-o, adore-o, honre-o...ou até se um maldito incircunciso for espremer uma espinha morrerá de gangrena..!!!

O avivamento que essa turma prega não expressa a beleza da graça de Deus, suas virtudes em amor e misericórdia...

O avivamento pontilhado pela história mostra o resgate de Deus independente da condição pecaminosa do homem...

Que Deus abra os olhos dessa turma!!!

Ana Maria disse...

Gente... que absurdo! Como as pessoas são cruéis ao criticar os outros, é claro que ela errou, mas e todos os acertos? E os esforços para que o evangelho seja conhecido? Publiquem os acertos! Orem pela vida dela quando errar, somos seres humanos, (atire a primeira pedra quem nunca errou...)Infelizmente, depois de tanta pedrada ela já teria morrido, não fosse a muralha já construída com elas.

Anônimo disse...

Amados,


Tenho recebido alguns comentários sobre a morte do fundador do bloco de carnaval recifense, o "Galo da Madrugada', que faleceu de Domingo para Segunda, depois do Seminário de Intercessão acontecer naquela cidade. No meu post no Blog, parece que dei a entender que tínhamos orado por isso e nos alegrado com a morte daquele homem, que não reconhecia Jesus como seu Senhor e Salvador, e, portanto, morreu sem salvação (a não ser que algo tenha acontecido em seus últimos momentos e só na eternidade saberemos). De maneira alguma eu, ou qualquer pessoa de nosso ministério, orei por isso ou se alegrou pelo falecimento e possível perdição daquela alma, por quem Cristo morreu na cruz do Calvário. De modo algum!

O que tentei compartilhar, e errei por ter sido demasiadamente sucinta nas palavras, foi que Deus havia nos dado uma palavra de que Ele "estaria arrancando raízes antigas naquela cidade", e nos surpreendemos com a notícia, na madrugada seguinte ao seminário, da morte daquele homem. Recife é conhecida por suas muitas festas idólatras, manchadas pela promiscuidade, que banham as ruas de urina, sangue, e destruição. O famoso bloco, "Galo da Madrugada", já chegou a levar 3 milhões de recifenses às ruas por dias e dias de festa. Infelizmente, não eram bênçãos que ficavam sobre a cidade durante e depois deste pacto renovado anualmente com as trevas.

Ao anunciar a morte do fundador do bloco, entendemos que uma raiz antiga, não a vida dele, mas o que ele significava, foi arrancada. E quem somos nós para afirmar que o julgamento de Deus não possa ter vindo sobre esse homem que era conhecidamente um perseguidor e inimigo do Evangelho? Mas, ao mesmo tempo, não podemos afirmar que tenha sido um juízo de Deus sobre ele. Só na eternidade entenderemos todas as coisas plenamente. Em nenhum momento quis dizer que me alegrei com sua morte, mas fiquei impressionada por ter acontecido logo depois de um tempo intenso de oração pela salvação e libertação de Recife das garras de satanás. Espero com isso ter me esclarecido aos que não puderam entender bem as minhas palavras anteriormente.

Continuamos a orar por Recife, e nos alegramos pela oportunidade de alcançar vidas que ainda não conhecem a Cristo como Salvador e que têm convivido conosco nesse tempo. Alguns homens, envolvidos com as maiores festas da cidade, têm andado conosco por causa da ligação com a casa de shows onde acontecerá a gravação. Os crentes de lá têm ficado maravilhados, pois essa abertura para o Evangelho jamais aconteceu ali ou da parte deles. Aliás, nem mesmo a artistas seculares foi dada tamanha atenção no passado. O testemunho cristão tem alcançado vidas, mesmo antes da gravação acontecer.


Esse é o nosso coração. Oramos citando os nomes destas pessoas diante de Deus, clamando por salvação. Jamais nos alegraríamos ou oraríamos para que alguém se perdesse.


Que haja salvação em Recife!



Texto retirado do Blog da Ana
Paula Valadão

Direito de resposta, não é mesmo?
Graças à Deus vivemos num país democrático, onde as pessoas, cristãs ou não têm direito de resposta.
Avalie cada um a si mesmo.

Pavarini disse...

Prezado(a)anônimo(a):

A versão integral desse texto da Ana Paula foi publicada no blog no dia 27 de junho. Confira no link abaixo.

http://pavablog.blogspot.com/2008/06/orao-que-deus-no-respondeu-2.html

Big abraço

Rafael disse...

Ezequiel 33:11
Dize-lhes: Vivo eu, diz o Senhor DEUS, QUE NÃO TENHO PRAZER NA MORTE DO ÍMPIO, mas em que o ímpio se converta do seu caminho, e viva. Convertei-vos, convertei-vos dos vossos maus caminhos; pois, por que razão morrereis, ó casa de Israel?

Blog Widget by LinkWithin