14.7.09

A influência da cultura pós-moderna na Igreja


A igreja e a pós-modernidade


Tese de Mestrado em Teologia defendida por Arlene Denise Bacarji na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Este trabalho se propõe a fazer uma demonstração genérica da influência da cultura pós-moderna na Igreja enquanto instituição sólida, sacramental, de Tradição coletiva. Mostra que o homem da pós-modernidade se contrapõe a três dos aspectos essenciais do que é Igreja, pois este é: relativista, subjetivista e individualista, além de voltado para si mesmo. Tal cultura exerce uma influência na Igreja por meio da consciência de seus membros que é formada por aquela numa relação dialética. Sendo assim a consciência dos membros, - subjetivista, individualista e narcísica, - causam dano à Instituição por quebrarem sua plausibilidade perante o povo e perante os próprios membros. A falta de plausibilidade causa perda da coesão e da legitimação. Esse é o motivo da crise da Igreja Católica Romana. A solução está na formação, em que pode haver uma retificação da consciência e da razão, que foi deformada pela modernidade e pós-modernidade.

Clique aqui para ler um trecho da tese [pdf - 10 p.]
Para ter acesso ao texto completo entre em contato com a autora (arlened@uol.com.br).
Imagem: Internet

Um comentário:

Éverton Vidal disse...

Esse texto me interessou bastante. Vou lê-lo.

Blog Widget by LinkWithin