21.7.09

Um instante, maestros!

Un estudio reciente reveló que la mayoría de los pastores de las megaiglesias se ven a si mismos más como “maestros-predicadores” que como “pastores o guías espirituales”.

El estudio realizado por Leadership Network encontró que 81 por ciento de los pastores principales de iglesias con más de 2,000 miembros veían su rol en la iglesia de esta manera.

Cincuenta y un por ciento optó por el término “líder direccional” y 33 por ciento se describe como un “visionario”.

La mayoría de los pastores de las megaiglesias dicen que son más fuertes en el área de la predicación (79 por ciento) y 77 por ciento que su área fuerte estriba en pensar y desarrollar la visión y metas para el futuro de la congregación.

Alrededor de un tercio dice que la tarea que mejor hacen es enseñar a la gente acerca de la fe y formar personas para el ministerio y la misión. Sólo el 10 por ciento dicen que son más fuertes en el área pastoral y dirección espiritual. Leia +.

fonte: Cristianos

2 comentários:

CHICCO SAL disse...

Ovelhas, vacas ou cachorros?

Há diferença entre ser pastor, ser mestre (cf Ef 4:11-14) e ambos são necessários para "o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo;
13 até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, ao estado de homem feito, à medida da estatura da plenitude de Cristo;
14 para que não mais sejamos meninos, inconstantes, levados ao redor por todo vento de doutrina, pela fraudulência dos homens".

A questão é outra: transformaram o púlpito cristão em picadeiro, a plataforma em palco...

E ser pastor no sentido bíblico da palavra virou termo jocoso, malvisto pela sociedade. O que se busca hoje é o homem-show, o apresentador, o que se busca hoje é a teatralidade, uma experiência sensorial em detrimento do alimentar o espírito, acalmar a alma.

Acabamos por ter cowboys e não pastores: conta-se o número de cabeças e não se dá a mínima para o apascentar...

De rebanhos de ovelhas a rebanhos de vacas mugindo, isso é o que estamos vendo.

Culpa dos "pastores"? Sim, mas também culpa dos membros porque esses também não querem ser ovelhas, preferem ser vacas ou até mesmo cachorros. Sim, cachorros, porque uma grande maioria de membros nas igrejas também não aceita ser pastoreado, ao contrário, querem ser acarinhados, paparicados, como cachorrinhos de madame...

Acorda Igreja de Cristo! Somos chamados para glorificar aquele que nos chamou, para proclamar as virtudes DELE!

Anônimo disse...

Nossa, parece que os pastores esqueceram que no Reino de Deus as coisas funcionam diferentes...
Nenhum pastor se viu como servo ou como um 'lavador de pés'. Triste.

Blog Widget by LinkWithin