23.10.09

O Evangelho segundo Luiz Inácio

Jesus e os fariseus

E o secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Dimas Lara Barbosa CNBB respondeu à Lula e não deu a outra face:

- Judas foi um discípulo de Cristo. Cristo conhece o coração das pessoas e respeita a liberdade de cada um. Agora, Cristo não fez aliança com os fariseus, com os saduceus (membros de uma seita judaica oposta aos fariseus). Pelo contrário, teve palavras muito duras para eles.

Jesus não tem dentes no país dos banguelas

Do presidente Lula em entrevista à Folha:

- Qualquer um que ganhar as eleições, pode ser o maior xiita deste país ou o maior direitista, não conseguirá montar o governo fora da realidade política. Entre o que se quer e o que se pode fazer tem uma diferença do tamanho do oceano Atlântico. Se Jesus Cristo viesse para cá, e Judas tivesse a votação num partido qualquer, Jesus teria de chamar Judas para fazer coalizão.

Lula tem razão. O problema é Jesus se aliar aos romanos que exploraram sua terra, seu povo e ainda o crucificaram…

via blog Nonsense

quem seria a Dilma nesse enredo de inspiração "bíblica"? =)

3 comentários:

Francisco Thiago disse...

Ah, Se Jesus fosse político brasileiro, ele teria sucumbido lá no pilar do templo!

Charlão Adorador disse...

Comentario o Presidente Lula foi Decepcionante!

Eliézer disse...

Essa comparação é a manifestação do pragmatismo neo-evangélico contaminando a percepção do "presidente-molusco". Deve ser o excesso de companhia dos "Estevam-Rodovalho-Macedo-esponja" ao seu lado...

Quanto à Dilma, aguardem mais uma comparação do non-sense biblico do Lula... logo logo vai ser "promovida" à Maria Madalena, a 13a. discípula de Cristo (dá-lhe Don Brawn!)

Blog Widget by LinkWithin