2.2.10

Inspiração divina

Padre Fábio e seu primeiro show em navio: reza, bebida e bom senso

Nesse verão, milhares de fiéis vão trocar as igrejas pelo mar para viver momentos de fé e devoção. Com bênção e aprovação da Igreja, na próxima terça-feira (9), parte de Santos o primeiro cruzeiro católico do mundo. Um dos responsáveis por conduzir a multidão de fiéis é o Padre Fábio de Melo, colunista de O Dia.

"Achei muito interessante por ser uma experiência diferente de evangelização, com novos formatos. Atinge o povo católico de férias. Vai ser um navio 100% religioso", declara o sacerdote.

Serão três dias de orações a bordo do navio Grand Celebration, que passará pelo Rio de Janeiro e por Búzios até retornar ao porto inicial, no dia 12. Raves, micaretas e shows cheios de sensualidade darão lugar a duas missas diárias, confissões e rezas do terço. Música só católica ou hits que não vão de encontro à religião. Bebidas alcoólicas são permitidas, mas os organizadores contam com o bom senso e a moderação dos viajantes.

Para dar conta das necessidades espirituais dos 1,8 mil católicos que estarão a bordo, 62 padres, além de três bispos, foram convocados. O nome escolhido para o cruzeiro, "Navegando com Nossa Senhora", revela a devoção do organizador do evento, o agente de viagens Claudemir de Carvalho, 51 anos. Segundo ele, a sala de reuniões do navio passou por reformas para abrigar capela e confessionários. Já as missas serão no auditório e vão ocorrer em dois horários, assim como os shows católicos. Os preços da viagem variam entre R$ 1,8 mil e R$ 2,4 mil.

Os dias ficam livres para passeios, mas às 15h e às 18h haverá oração do terço, conduzida pela atriz Myrian Rios, consagrada da comunidade Canção Nova. A animação da noite fica por conta dos shows de Padre Fábio, Celina Borges e Eros Biondini.

"A ideia do cruzeiro católico foi uma inspiração divina. Não temos mais vagas, mas no próximo verão faremos o passeio novamente. Não ficaremos o dia inteiro rezando, mas vai ser um lazer santo", disse Claudenir, acrescentando que parte do dinheiro arrecadado vai para obras da Igreja. Essa será a primeira vez que o padre Fábio participa de um cruzeiro. O sacerdote chega ao navio dia 10, data do show. Do Rio de Janeiro, ele deve seguir até Búzios, onde desembarca.

fonte: Terra

não, obrigado.

19 comentários:

Uerlle Costa disse...

Essa modernidade toda que entra a todo instante dentro da igreja me assusta e enoja.

No meio desse povo nao cabe a humildade e o bom senso que habita em Jesus.
Podemos sim nos divertir.Ter o nosso lazer.Mas tornar o nome de Deus comercio e banalizacao e' muito pra minha cabeca.

Uerlle Costa

www.uerllecosta.blogspot.com

Fernando disse...

Já que você não quer este quem sabe você queira ir no gospel... veja a concorrência do Macedo
http://www.linerecords.com.br/

Eliézer disse...

Nada contra cruzeiros temáticos, mas esse costume da RCC copiar os exemplos menos nobres do neopentecostalismo já está ficando um pé...

Pavarini disse...

já fiquei enjoado (ou seria (enojado?) só de pensar na trilha sonora no cruzeiro da line records, fernando. =)

não, obrigado.

Diógenes SkauSURF disse...

Simplesmente nojento. Esse cidadão faz caras e bocas de bom moço, vive de frases feitas, a velha técnica de juntar as mãozinhas santas, calça jeans e blazer... a mulherada (uma grande parcela) louquinha pra ser "evangelizada" por ele.

Ora faça-me o favor... evangelização em um cruzeiro de luxo?

Pergunta se ele quer pegar um bote inflável e ir fazer evangelismo na Zona Leste de SP, na hora da enchente, ou mesmo depois, dar apoio a esa gente lutadora e que sempre perde tudo... Será que R$1.800,00 não seria melhor empregado, senhoras e senhores católicos, evangélicos, sei lá quem mais dá ibope pra esse cretino... esse e tantos outros.

Me enojam, tanto quanto Waldomiros, apóstolos, personagens chorosos e de fala estereotipada das igrejas universal & afins da vida.

Não há limite para a ganância e, principalmente, para a cara de pau de certos caras-pálidas.

E tenho a suspeita - sempre tive - que esse cidadão (a quem não reconheço como padre, aliás nem ele nem muitos) se aproveita do estrelato e deve realizar muitos sonhos dessas beatas, viu...

Coincidentemente a palavra de verificação para a postagem é PRUSTA, e eu só posso dizer PRUSTA MIERDA!

Anônimo disse...

Ah, gente! Eu não vejo tanto "absurdo" nisso, não...

Na boa: embora a quadrilha da prosperidade (incluindo alguns televangelistas)curta palestra e venda de bíblia/DVD no cruzeiro, fazer um passeio no navio é bom demais! (pelo menos, gostaria... rs!)

Juntar cruzeiro e mensagem SÉRIA... Que mal há nisso? Eu, por exemplo, ainda tenho vontade de participar de caravana à "Terra Santa". Não com o "Mala" ou "Tristeciano", mas com um grupo de gente séria...

E outra: esse padre não é pastor de nenhuma igreja evangélica(pausa para comentários). Mas, é um cara bacana! Parece ser sério (mais sério que os televangelistas da prosperidade...). Não gosto da separação "cristão" versus "do mundo", mas não é má ideia um cruzeiro cristão. E pra quem gosta do padre... Por que deixar de ir?

P.S.: Achei melhor ficar no anonimado, mas vou logo avisando que não sou sobrinho do Silvio Santos. Não tenho grana... Mas, eu gostaria de participar de um cruzeiro. Alguém não?

Anônimo disse...

Sério??????????


Esse é um agente do demo que veio pra dominar mente s efazê-las ficar na igreja católica naquele covil de perdi~ção

onde padres pedófilos comem criançinhas

Rogério disse...

A bebida tá liberada! O pessoal só tem que ficar atento para não beber o vinho do padre, se não, ele vai ter que rezar a missa com Tang uva.

Sirvo disse...

Não temos nem os "300 de Sparta" nem a "Nação dos 318". Agora é a embarcação dos 62 + 3!!!

"Eu tenho um barco que navega pelo mar e que J..er, quer dizer, Fábião é o capitão".

Fábio de Melo..zo, tem que comprar mesmo um Boing, assim ele já põe o Silas "We Trust" e o Rene Chiuaua (É TERRA NOVA!!!) no bolso, que só andam de jatinho.

A idéia do "cruzeiro" (moeda já em desuso, deveria ser REAL) foi de in$$$piração divina!

Reze no MAR com Myriam RIOS - Metade das noites serão tomadas pela reza dos terços nos quartos!

Navegando com nossa senhora! (não, iemanjá não é mais uma manifestação mariana dos mares... ou é??)

"Vai ser um navio 100% religioso" - de fato o navio já se confessou (pelas raves que já portou), rezou três rosários, participou da primeira comunhão, crisma e prometeu ir até aparecida pagar uma promessa, nem que tenha que atravessar a Dutra à casco.

Cíntia Rojo disse...

Bem...prefiro comentar que acho esse padre bonitão pacas =)

Déa Lima disse...

Algumas considerações:
_ 1º. Não vejo diferença deste trabalho com o que as nossas igrejas protestantes vêm fazendo.
_ 2º. Hoje existem "shows" Gospel espalhados pelo Brasil que o preço é para elite, pobre só em arquibancada e se quiser.
_ 3º. Ainda sobre "shows" Gospel, não vejo muita diferença dos mesmos com os do mundo: haja vista a idolatria dos ditos "crentes" pelos que estão na frente da apresentação. Substituiram as imagens de santos por idolatria a homens de carne e osso, não me assustaria de ver grande parte da nossa igreja curvada aos pés de "Nabucodonosor"... estamos muito longe de ser "Daniel".
- 4º. Sobre Pe.Fábio de Melo, ele tá entrando na mesma roubada que o Pe. Marcelo entrou, com 1 diferença, no 1º ainda consigo ver lampejos de um homem de Deus genuíno sendo levado pela tendência a shows que virou o catolicismo moderno (e aqui meus amigos, quero incluir os protestantes). Vejo nas pregações deste Pe. muito mais coerência do que tenho visto ultimamente nas dos nossos pastores evangélicos...
- 5º e última consideração: oque fica disto tudo é um versículo de Salomão que diz => "Vaidade de vaidades, diz o pregador, vaidade de vaidades! Tudo é vaidade." Eclesíastes 1:2 e se esquecem
"Que proveito tem o homem, de todo o seu trabalho, que faz debaixo do sol? Uma geração vai, e outra geração vem; mas a terra para sempre permanece. Nasce o sol, e o sol se põe, e apressa-se e volta ao seu lugar de onde nasceu. O vento vai para o sul, e faz o seu giro para o norte; continuamente vai girando o vento, e volta fazendo os seus circuitos. Todos os rios vão para o mar, e contudo o mar não se enche; ao lugar para onde os rios vão, para ali tornam eles a correr. Todas as coisas são trabalhosas; o homem não o pode exprimir; os olhos não se fartam de ver, nem os ouvidos se enchem de ouvir. O que foi, isso é o que há de ser; e o que se fez, isso se fará; de modo que nada há de novo debaixo do sol. Há alguma coisa de que se possa dizer: Vê, isto é novo? Já foi nos séculos passados, que foram antes de nós. Já não há lembrança das coisas que precederam, e das coisas que hão de ser também delas não haverá lembrança, entre os que hão de vir depois." Eclesiastes 1:3 a 11

Anônimo disse...

Cá pra nós: 68 padres andando pelos conveses do navio? Se estiverem vestidos todos de batinas pretas regulares, o navio vai ficar com a cara da 'Cidade dos Anjos'...

Diógenes SkauSURF disse...

68 padres andando pelo convés de um anvio. Isso me parece desperdício, falta do que fazer e acima de tudo falta de vergonha na cara sob pretexto de "evangelização".

Que evangelho eles pregam? A quem evangelizam?

Sei... essas coroas fogosas e loucas para aprenderem a usar o terço. de cada 3, 4 "pegariam" o tal padre...

Canalhice total e desculpa para viajar de navio, fazer cruzeiro e curtir a vida, seria mais bonito dizer "tenho uam grana e vou mesmo e daí" e não usar o pretexto de "evangelização" e o nome de Deus em vão para desculpar o desejo de curtir o programa marítimo...

Valerio Márcio disse...

Pra pensar(quem quiser): na edição de 17.01.2010, se não me engano, do Caderno "Mais!", o entrevistado foi o Padre Fábio de Melo. Dois detalhes me chamaram a atenção na matéria: ao chegar para a entrevista, num restaurante de R. Preto, Fábio é indagado pelo repórter se tem uma bíblia entre os inúmeros ítens que carrega em sua bolsa estilo "yuppie" e responde que "não, a Bíblia, não". Mas, o pior ainda estava por vir: ao longo da conversa quando foi feita referência sobre Adão e Eva, o popstar afirmou categoricamente tratar-se de mito! Acho que isso explica, pelo menos em parte, a razão do astro não andar com uma Bíblia.

Déa Lima disse...

Valério... me desculpe o que eu vou falar... mas se perguntar aos nossos pastores, líderes e membros de uma igreja, quantos andam com bíblias nas bolsas em entrevistas, restaurantes e outros lugares, digo que terão a mesma resposta: a Bíblia não.
Não se julga alguém por andar ou não com Bíblia... muitos até andam com ela, mas não fazem uso da mesma. Isto ai, é hipocrisia eclesiástica.
Qto a ele acreditar ou não na história de Adão e Eva... aí já são outros 500.
Não estou defendendo padre e nem pastor aqui... mas a única coisa que Paulo e Silas respondem ao carceiro que lhes perguntou isto: "Que é necessário que EU FAÇA para me SALVAR?"

Foi: "E eles disseram: CRÊ no Senhor Jesus Cristo, e SERÁS SALVO, tu e a tua casa." Atos 16:31
Graças a Deus que Ele olha o coração do homem e não a Bília e a crença ou não em Adão em Eva! Senão tinha um monte de gente ferrada... pq tem muito cristão protestante que não crê que Adão e Eva existiram também.

Em tempo, eu acredito que a história de Adão e Eva é fato e sou cristã protestante, caso queira elocubrar acerca do que penso, achando que estou defendendo o padre em questão.
Apenas compartilho da opinião de Voltaire transcrita abaixo:

"Posso não concordar com uma só palavra do que dizeis, mas defenderei até a morte vosso direito de dizê-lo."

E sinceramente... acho que os cristãos deveriam ser menos juízes... o grande mal de hoje é que nós achamos que sabemos mais que todos e nos colocamos como detentores da verdade absoluta. O andar ou não com Bíblia não é pré-requisito para saber se a pessoa é salva ou não.

Valerio Márcio disse...

Déa, bom dia.

Na verdade somente chamei a atenção para o fato de que o Fábio de Melo é coerente em suas atitudes, por incrível que pareça. Afinal, não andar com a Bíblia, no sentido metafórico e real do termo, e crer que Adão e Eva são mitos, tem uma relação estreita. Aliás, a Bíblia não é exatamente regra de fé e muito menos de prática da igreja romana.

Por outro lado, referindo-me ao seu comentário "E sinceramente... acho que os cristãos deveriam ser menos juízes... o grande mal de hoje é que nós achamos que sabemos mais que todos e nos colocamos como detentores da verdade absoluta. O andar ou não com Bíblia não é pré-requisito para saber se a pessoa é salva ou não.", bem como à frase de Voltaire: recentemente li, em um jornal de grande circulação nacional, uma psicóloga falando a respeito de determinado assunto polêmico e recomendando que não fizéssemos juízo de valor da questão. Ora, essa é a recomendação da pós-modernidade, não julgue, não procure discernir, aceite(e incentive) os outros quando forem diferentes de você, mesmo você sabendo que estão errados(em pecado, falando francamente). Esse é o espírito(minúsculo) do nosso tempo; incutir a idéia de que a verdade absoluta e os absolutos não existem. Himmler(não sei se escrevi certo), ministro da propaganda de Hitler, dizia que se você repetir uma mentira incessantemente, ela será considerada uma verdade. À frase de Voltaire, eu prefiro a de Baxter, que diz preferir estar separado pela verdade que unido pelo erro.

Por fim, concordo com você(ufa!) quanto ao fato de pastores e líderes, além de qualquer membro da igreja, não andarem com suas Bíblias, como também concordo que o simples fato de portá-la não significa piedade. Por outro lado, ainda continuo crendo que Fábio de Melo perdeu uma grande oportunidade de divulgar a Palavra.

GRANDE abraço.

Déa Lima disse...

Valério,

Onrigada por responder e espero que não tenha levado as minhas palavras como grosseiras... apenas estava relatando o que penso. É q PC não em entonação nem timbre, né?
Qto ao julgar... não falo o julgar no sentido de julgar atos e sim pessoas. Acho q assim como vc disse devemos sim, julgar, no sentido de discenir, de falar e até de admoestar, não acho que isto seja errado, apenas acho que devemos fazer como a Bíblia ensina. Com amor e primeiramente direto a pessoa que erra e age em desconformidade com aquilo que a Palavra ensina e o Espírito Santo revela.
Só acho que hj, não digo que o seu caso, pois não o conheço. O que vejo são muitas pessoas apontando o dedo, julgando, vociferando ao invés de ir fazer como deveriam fazer e acabam ao invés de ganhar uma alma, perdê-la e abrir ainda mais a ferida de alma que alguém tenha, fazendo até mesmo com que a igreja de Cristo fique cada dia mais desacreditada. O que é uma lástima, pq no convívio com o corpo é que crescemos espiritualmente, assim deveria ser.
Perdoe-me se não fui clara anteriormente. Mas tbém não sou a favor da relativação da Verdade, mesmo pq há uma linha muito tênue nisto e pode levar ao pecado e nunca trazer o arrependimento, este último necessário para que tenhamos comunhão com Cristo.
Compreendi agora a q se referiu no seu post anterior.

Em Cristo,

Déa.

Diego Venancio disse...

Nem de crente nem de católico. Sem dúvida eu iria no do Coringão, com o manto sagrado, cantaria o Hino da nação, e subiria de joelhos a escadaria...kkk

Marielen Cordeiro disse...

"Pedro, Tiago, João no barquinho..."
Eu sabia que tinha alguma coisa errada nessa música...

Blog Widget by LinkWithin