16.2.10

Unção de ousadia

A bordo do Trio Gospel, Baby do Brasil ousou novamente neste ano. Pelo segundo ano consecutivo, ela levou o trio para o circuito mais tradicional da folia. “É a maior ousadia ter um trio gospel no carnaval, mas a Bahia é a terra da ousadia e tem que aplaudir essa iniciativa. E eu sou ousada, por isso trouxe o trio para o circuito principal”, disse Baby.

Baby convidou o público para acompanhá-la numa oração, e com solos de guitarra, abriu a apresentação no ritmo de samba, frevos e marchinhas, como o famoso “Brasileirinho”.]

Já em relação ao tema do Carnaval, a ex-Novos Baianos disse estar muito contente com a justa homenagem aos pais do Trio Elétrico. “Sempre quis que Dodô e Osmar fossem homenageados, e isto é muito bom para o carnaval da Bahia”.

fonte: Correio da Bahia [via O Verbo]

18 comentários:

André Sanchez disse...

É realmente uma ousadia o que os "novos crentes" tem feito...

Só fazem uma leve adaptação na vida e seguem em frente do mesmo modo, no trio elétrico ao lado.

Um abraço!!!

Silvia Selingardi disse...

É bem verdade que os NOVOS CRENTES, muitas vezes estrapolam, mas eu só pergunto: Eos VELHOS CRENTES, quantas almas tem ganho? Me parece que ELES andam sentados na frente do computador, criticando todos os que fazem algo!!!
Ser crítico, tras popularidade, tem muito mais desses por aí do que pregadores do Evangelho!!!
Abraço!!!

jcpuglisi disse...

"velhos" e "novos" se degladiando. Mundo sem a graça é uma des-graça.

Silvia Selingardi disse...

Bom eu não sou nem dos que defendem os novos e nem os velhos, só que não aguento mais gente que se critica, que se come e não prega o evangelho, que fala também da graça só pra fazer o que quer..... e daí a palavra entra em qualquer contexto só pra ser feliz!!!

Adriana Neumann disse...

Pregar o Evangelho é muito mais do que falar de Jesus.

Novos e velhos crentes estão em pé de igualdade e nenhum prega o verdadeiro Evangelho: velhos porque preferem a inércia travestida de sobriedade; novos porque abraçam o estilo circense.

Di Bochio disse...

Eu não acho que é uma questão de “quantas almas você conseguiu” porque só Deus é que converte, e seria muita prepotência de nossa parte achar que temos alguma parte na conversão de alguém (sou batista com uma forte tendência calvinista kkk).
Eu acho louvável a idéia de ter um Trio elétrico não com musicas gozzzpel mas sim um trio que utilize em seu repertório musicas (seculares “mermo”) que não conflitem com a ética cristã. Eu acho que não tem nada de errado pular carnaval desde que isso não conflite com o missio dei. O que falta são artistas cristãos que não estejam preocupados com o “mercado gospel” e sim em fazer arte, arte em linha com a cosmovisão cristã.
Eu tenho certeza de uma coisa, Jesus não estava nos acampamentos espirituais e sim pulando atrás do trio da Baby. Ele é alto astral, pé de valsa e fonte de todo axé! Se assim não o for, ele não é o Cristo histórico dos evangelhos. Ele era o cara que mais curtia e mesmo assim o cara que mais se preocupava com o próximo.

Ano que vem estou com a Baby! Viva Dodo e Osmar!

JCPuglisi - ilustrador disse...

A música é uma porta, ou para santidade e exaltação da santidade de Deus, ou para a desvirtuação e vergonha do evangelho.
Com a desculpa de que "tudo é de Deus" é que as igrejas mais parecem um Show que canta-se e fala-se de Deus, que um um culto sacro, temente e respeitoso ao Deus todo poderos e santo.

Fernando Toledo disse...

Realmente não sei para quem o Carnaval é oferecido, mas eu não consigo ver criatividade e arte maiores do que as que são usadas nas escolas de samba dentro de uma igreja. Quem dera houvesse um Paulo Barros (carnavalesco super criativo da Unidos da Tijuca) dentro da minha igreja!

Franco disse...

Eu fui ver!! e prefiro a Baby cantando as músicas seculares dela . Essas músicas gospel são chatérrimas e de qualidade musical muita abaixo do que ela realmente sabe fazer e já fez.
Tirando as breganejos (sertanejos), que são chatos no gospel ou fora deles, todos os artistas que se convertessem deveriam continuar com suas próprias músicas, todos que mudaram pra gospel ficaram musicalmente medíocres.

Gustavo K-fé disse...

Fernando, amigo, escreveu: "Realmente não sei para quem o Carnaval é oferecido, mas eu não consigo ver criatividade e arte maiores do que as que são usadas nas escolas de samba dentro de uma igreja. Quem dera houvesse um Paulo Barros (carnavalesco super criativo da Unidos da Tijuca) dentro da minha igreja!"
Veja, acho estranho pensar em 'oferecimento'. O carnaval é uma festa popular, folclórica. Infelizmente as igrejas hoje ainda pensam que são o centro do universo, que contém Deus. Ao mesmo tempo que Jesus reúne (em torno do seu nome) ele envia. Assim como Jesus se encarnou na cultura, nós também somos assim chamados a fazê-lo igual. Completamente imersos na cultura. Completamente. Sinceramente, para pra pensar um pouco: por que Paulo Barros iria na sua ou na minha igreja? Pra "atrair pessoas" as igrejas já tentaram de tudo - coelho saindo da cartola, animação de auditório, cafezinho no fim do culto. Só falta o principal: 100% encarnação.

Cosmovisao disse...

Incrível como os novos crentes são tão tapados, olha só o argumento deles, que os críticos ficam no computador criticando em vez de pregar o evangelho... e eles que ficam também no computador para defender os criticados??? são completamente insensatos e nem pensam que estão dando tiro no pé!!
Agora, pregar o evangelho não é o que essa galera anda fazendo não, que trio elétrico? povo sem doutrina, sem direção!! tem que meter bronca mesmo nessa gente que deturpa tudo.

Demétrio disse...

Estou com o André Sanchez... conversão como define o dicionário é mudança de direção. Seguir a Cristo requer mudança, mudança que se percebe já na nova mentalidade. Venham como estão...mas não fiquem como estão, sejam renovados...

THIAGO CORRÊA disse...

Deixa eu perguntar uma coisa: alguém pode me mostrar o que a Baby fez de errado????

Anônimo disse...

adooooooooro a baby!!!!! acho que ela dah um swing muito bom para a nossa igreja! eh uma beleza! acho, sim, uma ousadia o q ela faz. afinal, ela eh a excecao, e ser a excecao eh soh pra gente valente!!!! alias, aqueles novos bainos devem ser missionarios disfarcados. o moraes eh da turma da libertacao das cordas. otima iniciativa, super crista. as cordas sao uma cadeia. o carnaval parece uma metafora do brasil. assim, triste. eles devem ser missionarios disfarcados... certeza! assim como devem ter uns bandidos disfarcados de missionarios, certeza!

Diógenes SkauSURF disse...

Prefiro mil vezes a Baby do Brasil em sua sinceridade do que qualquer um desses ditos "santos" e detentores de todas as verdades bíblicas em suas mentiras!

Zé Américo disse...

Concordo com JCpuglisi quando disse: "A música é uma porta, ou para santidade e exaltação da santidade de Deus, ou para a desvirtuação e vergonha do evangelho."...Neste caso da Baby é sim UMA DESVIRTUAÇÃO DO VERDADEIRO EVANGELHO. Penso que ela, como muiiiiitos chamados cristãos, conheceram a Jesus mas NÃO QUEREM OU NÃO VÃO CARREGAR A SUA CRUZ. Só para lembra-los irmãos..."TODAS AS COISAS ME SÃO LÍCIDAS MAS NEM TODAS ME CONVÉM". Será que A FESTA DO SEXO LIVRE, DA BEBEDEIRA,DAS DROGAS, DO ADULTÉRIO,DOS ABORTOS E DOS FILHOS QUE NASCERÃO SEM PAI POUCOS MESES APÓS, é uma festa LÍCITA PRÁ DEUS? Que tal ler a bíblia e pedir sabedoria que vem do alto e obedecê-la?

Di Bochio disse...

Meu professor de hebraico e antigo testamento certa vez disse algo que guardei como principio para não falar abobrinha : "É melhor não saber nada de hebraico do que saber um pouco. Não existe nada mais perigoso do que conhecer parcialmente algo que deve ser compreendido plenamente."

Eu extrapolo esse conceito para tudo na vida: minha compreensão deve ser plena antes de cravar na pedra minha opinião.

Me espanta como cristãos com conhecimento básico de EBD são prontos a formularem seus decretos, suas "bulas". Eles assim o fazem com toda convicção, confiantes em suas palavras.

Para mim, a benção do "sacerdocio universal" e do "livre exame" trazem consigo a maldição da "estupides gozzzpel". Como é que alguem faz uma critica ao sincretismo cultural, tão defendido por Paulo, citando suas palavras? Como é que alguem generaliza um contexto, deturpa um fato, massacra a Verdade em nome da Verdade?

O que torna a cultura europeia, tão valorizada pelos cristãos históricos, ou a cultura norte-americana, tão apropriado pelos neo, melhor que a cultura afro-indigena?

Se a festa do carnaval, um simbolo nacional, é tão contaminada pelo sexo (fora do casamento), drogas e... musicas de qualidade duvidosa é porque os cristãos solipsistas preferiram o refugio de seus castelos (guetos) do que de participar desta festa.

É verdade que uma laranja podre estraga todo o resto, mas quando essa laranja podre é colocada lado a lado com um verdadeiro cristão não é o cristão que sai podre, mas sim ela que sai transformada.

O Jesus histórico é um cara que seria odiado pela igreja evangélica hoje em dia. Ele seria um cara participaria das festas do MST, passaria no buteco para jogar uma sinuquinha com os bebados, iria jogar um truquinho no putero e no final do dia iria colar na casa de algum amigo para descansar.

O Jesus histórico não lembra em nada a figura messianica pintada nas igrejas. Seus milagres eram um contraste com sua forma de viver. Ele era uma ameaça aos religiosos da época porque ele era a contradição do religioso, do convencional.

Se ele fosse o santarrão, o crentão, o "messias" que a igreja prega ele estaria cercado não da escoria, não dos pobres, não dos marginalizados e sim pelos religiosos.

O que os religiosos de nossos dias diriam se Jesus chegasse aqui hoje e continuasse a operar como antigamente?

Jesus não iria para IPB, nem para a Batista, nem para um retiro do Diante do Trono, Jesus iria para a avenida, iria para o pagode, para o baile funk, get my drift?

Rodrigo Vilas Boas disse...

Ae, querem saber, depois desse excelente e pertinente comentário do Di Bochio, deveríamos nos envergonhar do crente brasileiro porcaria que somos e nos recolhermos à nossa ignorância. Deveríamos parar de debater sobre essa merda de novos crentes, velhos crentes, vamos acabar com essa palhaçada! Se Jesus estivesse em nosso meio (evangélico), nos chamaria (a todos nós) de Fariseus pra baixo! No que a igreja de hoje tem de diferente dos fariseus da Bíblia?

Vamos parar de discutir sobre se o que a Baby faz é de Deus ou não, e façamos a nossa parte! Se nos preocupássemos menos com o que nosso irmão faz e cuidássemos mais da nossa vida, para que esta sim gere em nós os frutos do Espírito, não seriamos tão pequenos, pobres de espírito, cegos e nús!

Mais uma vez, parabéns Di Bochio, você é uma das pessoas que gostaria de ter no meu rol de amigos! A sabedoria de Deus está contigo!

Blog Widget by LinkWithin