9.3.10

O Baixo Meretrício é a minha paróquia


Atire a primeira pedra quem não tem pecado. Como somos bons de mira... Impressiona-me a capacidade que temos de julgar as pessoas. Conceitualmente até compreendemos que todos temos defeitos e que pecamos, todos somos falhos, mas, na maioria das vezes este é apenas um conceito racional que não é emocionalmente introjetado.

Ontem foi o Dia Internacional da Mulher e eu tive o privilégio de, junto com alguns jovens, ir para a “boca do lixo” levar rosas para as prostitutas de rua, mulheres que são tão mulheres, mães, filhas e irmãs como todas as nossas, mas que suas escolhas ou suas “falta de escolhas” as empurraram para uma vida de pouca dignidade.

Entreguei duas rosas para duas delas e desejei um Feliz Dia da Mulher. Elas me abriram um sorriso especial em encabulado agradecimento, dizendo: “É a primeira rosa que eu ganho...”

Teve também a Lílian, que pegou a rosa com muita alegria, realmete agradecida, quase sem acreditar... Minha companheira pediu que ela lesse o poema que estava afixado na rosa. Ela emocionou-se, pediu uma oração, disse que a vida estava muito complicada para ela...

Histórias e mais histórias de pessoas que são a imagem e a semelhança de Deus, mas que estão nesta vida, aparentemente fácil, conforme o julgamento de alguns. Entretanto são vítimas do pecado próprio (que todos nós cometemos diariamente), são vítimas de uma sociedade que não ofereceu muitas opções, fruto da baixa escolaridade... Vítimas do preconceito generalizado, inclusive de pessoas ditas religiosas, mas que são incapazes de fazer o que Jesus fazia: Sentar com estas mulheres e as chamarem pelo próprio nome, mas não pelo apelido generalizado: “Vagabunda!”

No caso destas mulheres, a redenção é um caminho penoso. Atire a primeira pedra quem não tem pecado.

Dois travestis pediram oração e conversaram muito conosco. Disemos que as rosas eram para as mulheres, mas eles eram homens, mas acabamos por dar a rosa também, para alegria deles. Contaram do seu sofrimento e pediram oração e emprego. Eles querem trabalhar para sair da rua. Quem poderá arrumar emprego a eles?

Não podemos julgar a ninguém.

Impressiona-me algumas palavras de Jesus, que nada tem a ver com as palavras dos religiosos em geral. Quando todos ultrajavam uma mulher adúltera buscando apedrejá-la, Jesus não a defendeu, mas apenas permitiu que a platéia cheia de corações de pedra no peito e de julgamentos nas mãos refletisse nesta sentença: “Atire a primeira pedra quem não tem cometido erros”. Em seguida, logo que todos se foram acusados pela própria consciência, Jesus olhou para a mulher e disse: “Ninguém te acusou? Eu também não te acuso: Vá e não peques mais”.

Ah! Jesus sempre tem uma nova chance para todos.

Noutra oportunidade Jesus novamente nos surpreende. Quando ele conversava com religiosos cheios de pompas e de circunstâncias, cheios de regras, cargos, normas e bons comportamentos, cheios de auto-suficiência religiosa, de santidades canônicas e liturgias humanas, mas vazios de justiça e de amor às pessoas, Jesus afirmou: “Prostitutas vos precederão no Reino dos Céus” (Mt 21,28-32).

Penso cá eu com os meus botões: Posto as prostitutas estarem adiante de mim no Reino dos Céus, é bom que eu dê a elas ao menos uma rosa no Dia da Mulher: uma questão de respeito hierárquico!

Quanto a você, busque ser mais “mau de mira”, para que suas palavras, julgamentos ou acusações não atinjam a vida de ninguém, posto você também ser um alvo potencial. No lugar de pedras nas mãos, leve rosas no coração.

Luciano Maia, no Bloggernacle Times.

16 comentários:

Diógenes SkauSURF disse...

Que beleza de atitude, de iniciativa.

Como alguém pode dizer que essas mulheres têm a vida fácil?

Imagina como deve ser "fácil" entregar seu corpo para outra pessoa por dinheiro. Uma pessoa que pode te passar uma doença, machucá-la. POde estra há dias sem um banho, malcheirosa, com roupas sujas.
Alguém que muitas vezes - quase que na totalidade - irá tratá-la como um objeto.
Fácil...
(Evidentemente que não me refiro aqui àquelas que se sujeitam a isso para comprar roupas da moda, carros, manter um padão de vida. Essas o fazem por opção e não por "necessidade").

Meu respeito e meu desejo que todas possam sair dessa triste situação, que de fácil não tem nada.

Gabriel Nagib disse...

Amém, amém e amém!
Não tenho nada a acrescentar.

Simplesmente Tininha disse...

Jamais vou me esquecer quando entrei num prostíbulo pela 1ª vez com um grupo que foi levar rosas e 1 bíblia à cada mulher que trabalhava ali. No começo fiquei receosa, porque não sabia como ia me comportar ali. Fiquei com medo de cair na risada por nervoso ou chorar copiosamente ao ver as cenas a seguir. Foi inesquecível...
Quem dera, se todos tivessem uma experiência dessa... aprendi muito. Não caberia contar aqui o que aconteceu ali. Mas posso afirmar uma coisa, ninguém é mais ou menos digno que essas mulheres. O amor de Deus e Sua graça as abraça também...

Diógenes SkauSURF disse...

Frase para pensar, antes de atacar essas senhoras, moças... essas mulheres feitas À IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS, e pelas quais Jesus Cristo TAMBÉM DERRAMOU SEU PRECIOSO SANGUE NA CRUZ:

"Alguns, sendo ateus, são muito mais cristãos do que eu!"

Pastor Afonso disse...

E para os cobradores de impostos ninguém vai levar flores?
.
E para os corruptos, seja na esfera empresarial ou política ninguém vai levar flores ?
.
O reino de Deus vai ficar composto assim:
1º lugar - prostitutas
2º lugar - boemios cervejeiros
3º lugar - ateus
4º lugar - agnosticos
5º lugar - pobres
6º lugar - gays
.
Serão excluídos do reino de Deus:
1º lugar - fanaticos de qualquer religião
2º lugar - os 144.000 indicados por determinada seita
3º lugar - os Pastores (tomadores de Dizimo)
4º lugar - todos que acreditam estarem salvos, (já estão condenados)
5º lugar - os politicos
6º lugar - o presidente dos E.U.A.
7º lugar - meu vizinho que tem um cachorro que não para de latir
.
Quando Jesus chama atenção dos escribas e fariseus, dizendo que “os cobradores de impostos e prostitutas vos precederão no reino dos céus” (Mt 21, 31), não estava aprovando a prostituição e nem o comércio de mulheres.
.
Apenas fazia uma comparação entre eles; ou seja ESCRIBAS E FARISEUS estavam numa condição piór que as prostitutas
.
A aversão dos COBRADORES DE IMPOSTOS, que também se igualava às prostitutas daquela época, é pelo fato de que os judeus pagavam impostos à Roma, mesmo eles estando em sua própria terra. Seria como pagar imposto para HUgo Chaves, senod que deveríamos pagar ao Lula
.
As prostitutas são dignas de dó, e de nossa compaixão, MAS PODERIAM COLHER RECICLADOS, VARRER RUA, FAZER FAXINA PRA VIVEREM DIGNAMENTE
.

Felipe Maia disse...

Emociono-me a ler sobre iniciativas como essa.

Conforme Philip Yancey escreve no seu livro "Maravilhosa Graça", a única forma de quebrarmos o ciclo vicioso da não-graça em um mundo sem graça, é somente através da graça de Deus, dramaticamente materializadas em nossas mínimas e mais comuns atitude.

Naquele dia, uma simples rosa tornou-se o ícone da graça de Deus, que olha a cada um de nós como um Pai cego de amor.

Abrçs a todos.

Eliézer disse...

Para variar, o contraponto do Pastor Afonso, com propriedade, mais afirma o conteúdo da postagem que a desautoriza.

Anônimo disse...

Na minha empresa o tal Pastor Afonso não seria contratado nem como vigilante pois seria reprovado no teste de português e de conhecimentos gerais, como ele mesmo demonstra em seus comentários mal escritos.

Como acontece com outros ex-vendedores de carnês do Baú e de Consórcio, restou ao dito cujo a oportunidade de virar Pastor Neopentecostal e nos brindar com sua falta de inteligência e conhecimento raso da Palavra.

Como ressaltou o Eliezer, cada comentário dele serve para sedimentar ainda mais meus pensamentos, motivo pelo qual lhe sou bastante grata.

Abçs

prjulio disse...

Teologia boa e correta mas salpicada de esquerdismo...já to até achando que a rosa pode fazer mais efeito que a palavra de arrependimento e fé no evangelho.
Cada um que me aparece!

prjulio disse...

OBS: Sou culpado dos meus pecados e da minha condição mas graças a Deus que nos dá a vitória em Jesus Cristo.
Ops! Já ia me esquecendo que, quanto à mulher, Jesus lhe disse finalmente: "- Vá e..."
Ah!...Deixa pra lá. Esse negócio tá fora de moda! Só quem de fato está preocupado com a sua condição está interessado em ouvir este discurso.

Diógenes SkauSURF disse...

Afonso, quando você se refere à tomadores de dízimo e fanáticos de qualquer religião, você automaticamente se inclui , não é mesmo?

Fico feliz por sua autocrítica e constatação oportuna. Até que enfim consigo ver alguma esperança em suas colocações...

REINALDO RODRIGUES disse...

Viver dignamente.
É realmente muito fácil dizer o que os demais devem ou não fazer de dentro de um gabinete e atrás de um computador, essa religião chamada cristianismo, pelo menos a que se apresenta a minha volta esta muito longe de poder oferecer mais do que uma rosa aos excluídos e rotulados de nossa sociedade, Jesus disse que o amor seria nossa marca, seria a forma pela qual seríamos distinguidos da multidão, não me lembro de ter lido dó ou compaixão, mas é muito mais fácil ter dó do que amar.
Lamento muito pelas ovelhas de um pastor assim.

Anônimo disse...

Dignamente de acordo com o que a sociedade imagina, de acordo com o que o referido pastor pensa, de acordo com que cada um acha, de acordo com a fé cristã, de acordo com o que? De qual 'dignidade'vcs estaum falando?

Ao que tudo indica parece que a preocupação até agora naum é que ela tenha dignidade/exerça sua dignidade, mas que tenha reputação ilibada.

Aliás, no congresso nacional tá cheio de gente de reputação ilibada, nas igrejas também, entre todos os dignatários...

Gabriel Nagib disse...

prjulio, vai lá então no meio das prostitutas condená-las ao inferno. Só que eu nunca vi Jesus fazendo isso.

Di Bochio disse...

Que texto lindo! Estou emocionado!
É por protagonistas como estes que minha alma se enche de alegria, de esperança! Ainda é possível encontrar os filhos de Deus nesta terra tão sofrida! Ainda é possível ver a face de Cristo em sua Igreja! Ainda é possível !! (eu estou chorando neste exato momento... sério!)
Em meio a tantas imagens distorcidas de Deus e de seu corpo, um texto como este nos permite vislumbrar o verdadeiro Deus e seu verdadeiro corpo!
Obrigado Pavarini por postar este texto tão lindo! Você ministrou a paz de Cristo na minha alma neste exato momento!

Bruno disse...

Lindo! Demais, demais, demais. Quem dera a Igreja respirasse, agisse, penssase baseado na Graça... Lembro-me que Deus ama os maltrapilhos desse mundo. Isso mesmo, Abba ama os maltrapilhos, inclusive um como eu!

Blog Widget by LinkWithin