30.4.10

Desabafo de um blogueiro

NÃO SOU UMA GAVETA PARA GUARDAR BADULAQUES DO SUPOSTO CONSERVADORISMO. CONSERVADORES RESPEITAM INDIVÍDUOS

Sabia, claro, que muitos discordariam do que escrevi sobre o adoção de crianças por parceiros gays. Sabia com base na experiência: já expressei aqui esse ponto de vista e apanhei bastante à época. Não contei, mas creio que a maioria dos comentários publicados é contrária à minha opinião (e já mais um monte esperando moderação). Tive de excluir muitas intervenções. É impressionante! Tal tema desperta a besta que está adormecida no coração de muitas pombas da paz. Acho a militância gay uma chatice. Acho militância negra uma chatice. Acho a militância verde uma chatice. Acho a militância feminista uma chatice. Acho a militância religiosa uma chatice. Acho a militância uma chatice!!! Quando a pessoa vê o mundo apenas segundo o fortalecimento ou o enfraquecimento do grupo a que pertence, perdeu o sentido da universalidade, parou de pensar.

Boa parte dos que me criticaram, alguns com impressionante violência, pergunta: “Oh, mas que conservador é você? Defende o fim do celibato sacerdotal; agora, a adoção de crianças por gays. Isso é incoerente.” Pois é! Sou um indivíduo, não uma gaveta de badulaques do conservadorismo. Uma das razões fundamentais por que deploro os vários esquerdismos é a sua incapacidade de reconhecer a autoridade do indivíduo sobre a manada. Eu não me obrigo, nunca!, a pensar isso ou aquilo para não contrariar o meu público!!! Até porque não tenho “público”, tenho leitores. São autônomos. Pensam com a própria cabeça — freqüentemente contra a opinião do blogueiro. E daí? Isso não é uma igreja, os internautas não são fiéis, e sagrada, aqui, é só a obrigação de pensar. Respondo a algumas questões que apareceram nos comentários:

“Não te leio mais”

Ok. É do jogo. Alguém já me viu aqui a recorrer àquele truque vigarista de estimular os leitores a dizer primeiro o que pensam para que eu, “como cachorro de sarjeta, saia atrás do batalhão”, para lembrar música antiga? No dia em que eu deixar de dizer o que penso porque “vão me levar a mal”, fecho o blog, vou fazer outra coisa. Não tenho milhares de leitores, muitos milhares, porque puxo o saco de pensamentos influentes, de um ou de outro lado. Quem freqüenta o blog na expectativa de que SÓ VAI LER coisas com as quais concorda não quer ler o blog, mas a si mesmo. Recomendo que crie a própria página e passe a adorá-la, todos os dias, como se fosse um altar de verdades reveladas. Comigo, não, violão! Leia +.

Fonte: Blog do Reinaldo Azevedo

5 comentários:

Flor Gyn... disse...

eu adorooo seu bloggg leio todo dia....bjuuuu bom dia...

Gy Camargo disse...

Bom dia!
Como blogueira concordo com você, claro!
Acredito que todas as ideologias que terminam em "ismo" e "ista" deveriam substituídas por "ego". "Femiego", "raciego", "comuego" e "socialego"(oops, LEGO.. é um bom jogo para que aprendamos a construir e modificar, como eternas crianças aprendizes que somos).
Obrigada por não ser egoista e dividir esse desabafo com a gente.

Marielen Cordeiro disse...

Quer um blog só com opiniões suas? Faça um, ué?
O interessante de fuçar blog alheio é encontrar coisas diferentes: pensamentos, causos, piadas... E o Pava, hehe
Pava, telóviu! =)

Anônimo disse...

meu...do jeito que a coisa vai, sugiro vc se candidatar a Mr.Universo.. o fâ clube feminino ia adorar... hauahauahauahau

Beta disse...

É...
Cada um no seu quadrado. E a liberdade de expressão???

bj

Blog Widget by LinkWithin