21.4.10

É hoje

Alardeado como o dia mais importante do ano pela IURD. O anúncio veiculado pela igreja diz:

"O maior poder do ser humano é o da escolha. Aliás, a vida é feita de decisões. Somos nós que decidimos o que comer, quando iremos dormir, o que vamos vestir, com quem casar, qual carreira seguir…

É por essa razão que no dia 21 de abril a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) realizará 'O Dia D', um evento que acontecerá simultaneamente em todo o Brasil. Esta é a oportunidade para aqueles que desejam definitivamente sair da miséria, se libertar da opressão, dos conflitos familiares e de todos os problemas que lhes afligem.

Milhões de pessoas de todo o país participarão da maior Concentração de Fé e Milagres de todos os tempos. Todos estarão unindo forças no que será o maior evento já realizado no Brasil."

O que eles esqueceram de dizer é que ano passado o mesmo evento foi dia 1 de novembro, confira aqui. Logo, o deste ano é como uma "repescagem" pra quem perdeu a decisão no ano passado?

Fonte: www.diadadecisao.com.br

Não, obrigado!

9 comentários:

Wesley Viana disse...

Achei o "flyer" meio sombrio rsrs..
E com certeza esqueceram a muito o versículo João  16:33
“Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.”

André Sanchez disse...

Já que eles estão dizendo que hoje (21 de Abril) é o dia da decisão, então já tomei a minha decisão:

Universal: Tô fora dos seus modismos, sincretismos, superstições, amuletos...Tchau!!!

Anônimo disse...

no, thanks! rs

Marli disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

eu respondi qdo me convidaram: Obrigada!!!

Dr. Muerte disse...

Aliás, acho que essa é uma iniciativa junto com outras Igrejas Evangélicas, como a Mundial por exemplo. Alguém tem que avisar esses pastores que Deus não é surdo, caso exista.

Thiago Mendanha disse...

O "D" do flyer me lembrou Diabo...

Anônimo disse...

Um desabafo!
A igreja influencia o mundo, ou o mundo influencia a igreja?
Hoje, vivemos numa cultura materialista, egoísta e de pouco amor.
O que vemos na igreja? Um culto material, às pessoas usam o nome de Deus para obter posses materiais como se isso fosse normal, como se a proposta cristã, o ideal de vida, fosse a troca de carro, a compra do apartamento. Não que isso seja ruim, mas fazer disso uma busca essencial, como o mundo faz, é que está o problema.
Mas as coisas estão confusas. A “benção material e prática” tornou-se mostra do poder de Deus. Como num grande espetáculo, onde a imagem representa Deus.
Vocês conhecem o nosso Deus? Jesus Cristo? Quem ele era? Se é que ainda crêem. O que fazia? Com quem se relacionava? Você se lembra que ele lavou os pés dos seus discípulos?
Por que a igreja desmerece hoje, ainda, o pobre? Aquele que padece necessidade, colocando falta na vida dele, como se fosse um incapacitado espiritual.
E por que louvam as bênçãos materiais, são elas mostra de justiça do reino de Deus? Tenho certeza que nessa muitos são enganados. Alias, a idolatria é um componente essencial da enganação. Pois o idolatra cai em qualquer cilada.
E o amor? Onde ele está? Ou será que teremos que agüentar mais uma rodada de orações que falam sobre dinheiro, posses e interesses pessoais?
E o amor ao próximo? Onde está? Mais uma doação, mais uma oferta e o amor?
A pregação de Jesus e dos apóstolos que andaram e tiveram um encontro com ele é atual e forte.
Jesus fala mil vezes sobre amor, sobre amar. Toda a profecia pode ser vista hoje.
É de se perguntar, afinal, hoje, que evangelho você segue? O da dor? O da prosperidade? O da lei? E o do amor?
Acho que tudo isso é um certo confronto com o que se le nos evangelhos e com o que vemos na prática.
Na pratica, os milagres atraiam as multidões, mas quem quer sofrer as mazelas desse mundo?
E o que respondem os pastores? Esses que as vezes causam sofrimentos para eles próprios e para os de fora? Respostas limitadas, pois ao mesmo tempo que falam de curas e sinais, não respondem suas atitudes erradas.
Tudo pode acabar, como afirmou o apostolo Paulo, mas o amor não termina. Contra ele, não há nada. O amor fala alto e se mantém.
No fundo, o idolatra é egoísta e quer a imediata satisfação de sua vontade. Assim, sufoca o espaço para o amor. Mas se vc esta disposto a mostrar ao mundo o evangelho prepare-se para amar, certamente, não será fácil.
Pois alem de tudo, Jesus falou para amarmos nossos inimigos. Você esta preparado para amar quem te faz mal? As vezes faz mal porque é mau mesmo, as vezes porque esta em trevas.
Se buscarmos essa santidade e esse amor, não precisaremos de tantos programas de TV.
Pois a mensagem estará viva.
A questão não é para onde vamos, pois isso já sabemos, a questão é como devemos viver.
Como reagir diante da espera? Diante do mal, diante da dor?
Essas respostas vão nos fazer vitoriosos ou fracassados.
A questão é a resposta que daremos. Continuamos na idolatria e morrermos, ou renasceremos em Cristo para uma vida cheia de poder e significado?
Que Deus nos abençoe sempre!!!!!!!!!

Madame Lumière disse...

Concordo, por isso idolatro só a mim mesma, prefiro enganar somente a mim do que outros me enganarem, rs!

Blog do Zazá disse...

Isso tá igual aniversario de supermercado, sempre comemoram na data em que estão precisando de mais clientes, e como nao tem regra, num demora ter 2 por ano!

Blog Widget by LinkWithin