6.4.10

Guerra religiosa, não



Vídeo da visita dos jogadores do Santos ao Lar Mensageiros da Luz.

Diálogo, sempre

Os seres humanos precisam viver de maneira harmônica. A melhor forma de resolvermos as coisas é dialogando.

Como este post é consequência do Robinho faz péssimo uso da religião, relembro que Cristo usava a palavra para melhorar as coisas, não vinganças, preconceitos quaisquer ou violência.

Reação dos leitores me espantou

Não imaginava que o post geraria reação tão fervorosa das pessoas.

Algumas me incomodaram.

Tranformaram a discussão em guerra religiosa.

Pelo amor de Deus.

Não citei a religião de Robinho, nem o julguei como pessoa.

Falei especificamente daquela atitude.

O post tinha vários objetivos. Mexer de maneira boa com o leitor (se apenas um dos milhares fizer algo diferente, minha profissão se tranforma em algo mais útil), confrontar a essência religiosa com qualquer tipo de dogma, desabafar e divulgar o trabalho da casa.

Deus escreve certo por linhas tortas, não?

O Lar Mensageiros da Luz, faço questão de colocar o nome, ganhou notoriedade. Talvez isso ajude.

Guerra religiosa, não

Perdi um grade amigo, o Fábio, para a religião. Gostava muito dele e a presença faz falta.

Virou evangélico do tipo radical.

Eu bebo, tenho amigas bonitas e sou solteiro.

Ele nem tomava. Mas era mulherengo, viciado em pornografia, e sentia culpa.

Quando se aproximou da Igreja, conversamos a respeito.

Eu o apoiei, pois ele se sentia mais sereno e feliz.

E ele sumiu das noitadas. Tirante a ausência do amigo, não me incomodou.

Quando gosto de alguém, gosto do jeito que a pessoa é. E amigo de verdade, de anos de conviência, como irmão, pensa no que faz bem ao amigo.

Aos poucos, também desapareceu também das tardes e dias. Nem o telefone atendia.

Devem tê-lo convencido que sou pecador, pois minhas convicções religiosas também são diferentes.

Claro que fiquei bravo e triste.

Outro amigo dos tempos de adolescente, o Richard, também é evangélico convicto.

As crenças deles são idênticas às do Fábio. Todavia, a interpretação delas não.

Até provoca de forma bem humorada na hora de falar de meus “pecados” (nem apronto tanto, ao contrário), todavia é parceiro, e recomenda apenas que evite excessos. Ele acredita nas boas ações, não julga os indivíduos, é confiável…

As formas como Fábio e o Richard lidam com a religião são responsabilidade de quem? Deles ou da própria?

Não recrimino o Fábio. As pessoas têm seus momentos. E eles, elas, mudam.

Notei grande preconceito de alguns leitores contra os evangélicos.

Está errado. Ainda mais no post que serviu de espancamento do preconceito religioso, seja qual for.

O mesmo vale para evangélicos que chamam os espíritas de pessoas do demônio.

As pessoas levam seus defeitos e virtudes às Igrejas, centros espíritas, sinagogas, mesquitas e terreiros.

Ninguém morre perfeito. Todo humano peca de alguma forma.

No caso do Lar Mensageiros da Luz, se cuidar de doentes desamparados for coisa do capeta, o mundo realmente virou de ponta cabeça.

Vitor Birner
dica do Rogério Moreira

juntos, os 2 posts têm quase 900 comentários.

9 comentários:

pr Osmar disse...

Eles conseguiram 3 coisas:
1. Deixar os evangélicos com mais cara de egoístas e tapados.
2. Perderam a oportunidade de serem abraçados pelas crianças (e por Jesus segundo Mateus 25)
3. E finalmente, frustrar alguns que já spfrem tanto de ver seus ídolos do futebol.
Como diria Ghandi, seria Cristão não fosse os cristãos...

Pastor Afonso disse...

Este tipo de atitude dos jogadores apenas revela que seus 'discipuladores' estão ensinando errado, e que eles estavam se protegendo, mostrando que não são 'encabrestados'
.
No entanto, todos colocaram o foco da discussão nas crianças: "coitadinhas delas", "o que as cianças tinham a ver com isso"
.
Mas o foco principal foi: Que o espiritismo é uma afronta a Deus
.
Os ensinos espíritas afirmam que o sacrificio do Senhor Jesus NÃO é suficiente, para perdoar pecados e salvar a pessoa, ainda segundo os espíritas, é necessária realizar as "boas obras", que no caso aqui é ajudar as crianças para se purificar
.
Ou seja, as crianças aqui SÃO MASSA DE MANOBRA, são o MEIO para que os espíritas alcansem o seu fim,: UMA PURIFICAÇÃO DA ALMA e UMA REENCARNAÇÃO MAIS FELIZ, ao inves de ser no corpo de um porco, diante de 'tanta' boas obras, talvez no corpo de um super star
.
Foi informado também que o atacante santista revelou que eles só não entraram no Lar Espírita porque falaram que lá dentro estaria havendo um ritual religioso (espírita). Parte do grupo santista é composto por jogadores evangélicos, entre eles Neymar e Paulo Henrique Ganso, e por isso a recusa dos jogadores.
.
MAIS DO QUE JUSTO
.
estamos num estado de direito democrático, de livre pensamentos e expressão
.

Pastor Afonso disse...

Jogadores dos Santos: para aqueles que dizem: Que desperdício! Porque vcs não entraram no centro espírita?
.
Cabe aqui as palavras do Senhor Jesus: " Os pobres sempre os tendes convosco " (Mc 14.7)
.
Ou seja, podem ficar sussegados, que tem milhares de outras crianças para vcs visitarem em toda sua vida
.
A questão principal é: Quem foi o inteligente que agendou esta visita ?
.

Anderson disse...

Alguém já pensou em Paulo tendo chilique para não entrar no areópago?

Sérgio Carmo disse...

E disse o apóstolo: "Não entrarei naquele lugar, pois lá eles praticam rituais como a idolatria a uma frase "Ao Deus Desconhecido"

Pastor Afonso disse...

Comparar o Apostolo Paulo, es soldado, judeu, conhecedor das leis, ex-fariseu,,, com os meninos do Santos ?
.
Tô achando que tem sãopaulino por aqui, ou seria de outro finalista?
.

Anônimo disse...

Nem acompanhei muito essa polêmica toda..
Soube de outro lado.. que o que chegou a eles é que estava tendo uma cerimônia religiosa no local, e por isso não entraram.. se fosse só pelo fato de ir e estar com crianças tudo bem, porque só de não entrarem é imagem negativa pra eles..
Então, se eles deixaram de entrar no lar só por ser espírita, estão errados.. mas seria bom ver o outro lado da história né..

Sérgio Carmo disse...

Não sou sãopaulino, não. Pelo contrário. Mas não compactuo com os futuros campeões paulistas. Ficar batucando no ônibus, ao invés de praticar um ato cristão diante de pessoas que não sabem que ajudar o próximo por amor não foi Kardec quem inventou.

CHICCO SAL disse...

Eu colaborei por um bom tempo com a CASA DE DAVID (www.casadedavid.org.br), instituição filantrópica voltada para excepcionais e crianças com grandes problemas. Será que eu vou pro inferno?

Blog Widget by LinkWithin