11.8.09

Tem sempre um chato...

9 comentários:

Danilo Fernandes disse...

Muito bom. Engasguei com a coca-light e estraguei o teclado... To enviando a conta pro Pava!

Agnaldo Gomes disse...

Muito boa essa charge!!!

Expressa perfeitamente a atitude de muitos dentro da Igreja.

É a velha insatisfação humana que v~e defeitos em tudo.

Um abraço,
Agnaldo Gomes publicou um post sobre.. Edir Macedo:Réu por Lavagem de Dinheiro

SuSiRo disse...

Complementando o que o Agnaldo disse, para a humanidade em geral nem o que Deus faz por nós parece suficientemente bom.

Charles A. Müller disse...

Ops, Pava, acho que você publicou a imagem que representa seu blog.
Acesso seu blog para pegar "exemplos" de propaganda ruim. Lamento o propósito da maioria dos textos e até comento, quando a coisa é gritante.
Toda vez que se faz algo no meio cristão, o blog desce a lenha. Só críticas, nada de construção. Não exorta, não sugere, apenas escarnece. Nunca vi o relato de nada que sua equipe de blogueiros tenha feito para propagar o Evangelho, para contribuir com a obra de Deus. Mas já vi muita gente atuante sendo espinafrada. Muitas vezes a crítica é justa, noutras sensacionalista e desrepeitosa, mas nunca construtiva, nunca "boa notícia". Até a TV Globo já conseguiu fazer uma série de matérias mais realistas sobre os evangélicos no Brasil que vocês. Talvez seja um novo ministério, o Ministério Virtual de Atirar Pedras.
Quem FAZ tem mais risco de errar do quem NADA FAZ além de apontar os erros dos outros e faz humor de gosto duvidoso, aumentando o preconceito contra evangélicos. O que há de errado em colar um adesivo no carro assumindo que é cristão e que segue ao Deus que é fiel? Se vivessem na época de Cristo, O criticariam pelo vinho supostamente aguado (rs), pelo perfume caro que a mulher derramou sobre Seus pés, pela visita à casa de Zaqueu. Coloquem esta charge no cabeçalho, sintetiza vocês.

Volney Faustini disse...

Ué!! Que PAVABLOG o Sr. Charles A. Müller anda lendo? Só hoje comentei o belo texto da Braulia ...

O que quer esse visitante além de por aqui passar para 'pegar exemplos de propaganda ruim'?

Gozado como a blogosfera tem esse poder de cristalizar a superficialidade e a miopia.

Nada melhor que nossos tropeços, erros e faltas (já que nos consideramos povo de Deus) para que lembremos de fato quem somos e o que somos. Mesmo que nossa única saída seja rir (e chorar) de nossas próprias mazelas.

Agora: que nunca na história desse país e do evangelicalismo brasileiro se viu tanta podridão, isso sim é de lastimar. E por culpa de não termos sido devidamente críticos quando o momento assim exigia!

Lu Soares disse...

Rsrs eu ri muito com esta charge! Retrata bem o que se passa dentro das igrejas e até mesmo na briga em questão de "ser ou não ser"(Vinho ou suco de uvas).

Um abração Pava!

Jader Mattos disse...

Sem a frase de cima ficaria perfeito! Mesmo assim tá engraçada =o)

Charles A. Müller disse...

Caro Sr. Volney Faustini (repetindo a formalidade, mas no meu caso, não precisa do “senhor”, rs), lemos o mesmo Pavablog. Realmente eu me interesso pelos posts identificados como “gênios do marketing”, pois são exemplos divertidos de propaganda ruim, sempre úteis para alguma palestra. É o caso daquela empresa que fez cuecas Hello Kitty para homens ou do cartaz horrível citado no post “Jesus Freak”. Este blog eu incluo na minha lista de humor.
Você tem toda razão quando diz que precisamos ser críticos e que existe podridão no meio evangélico. A própria Bíblia nos ensina a separar o joio do trigo. O problema (que me fez comparar a charge acima com o próprio blog) é que tudo é apresentado como joio, de forma como se não existisse o trigo ou (a exemplo da mídia) invertendo a proporção (dando a impressão de que o trigo é uma minoria numa maioria de joio, quando na realidade, é o contrário).
Comentei que até a Globo, sempre tão antipática aos evangélicos, já foi mais feliz que este blog, ao mostrar a verdadeira face do evangelismo, mostrando bons exemplos de união da fé com serviço social. Vejo muitos blogs criticando cristãos (inclusive escritos por cristãos), mas poucos blogs mostrando esta face, do cristianismo que não fugiu de sua essência.
Discordo que a única saída seja criticar, rir ou chorar de nossas mazelas. A saída é fazer algo pelo mundo em que vivemos, levando a Palavra às pessoas, contribuindo com a Igreja (não falo dos templos nem placas, e sim do Corpo de Cristo).
Este blog tem seu mérito como humor, e também provoca reflexões, o que é bom. O problema é a superficialidade e a parcialidade. Para que este comentário não fique muito grande, farei outros abaixo deste, com exemplos em que este blog, mesmo na louvável iniciativa de criticar (e provocar reflexões) e divertir, se enquadrou na charge acima, foi superficial e míope, ou seja, foi parcial. Minha crítica é construtiva, acho que aqueles que escrevem bem (os autores deste blog) poderiam usar seu potencial de forma mais edificante. :D

Charles A. Müller disse...

Completando meu comentário acima, caro Volney (já dispensei o “sr.”), vou exemplificar minha relação entre a charge acima e o blog. Recentemente este blog ridicularizou a idéia de se lançar brinquedos com temática bíblica. O leitor Eliezer comentou “se condenarmos toda prática de venda no ambiente cristão, acredito que vamos resvalar em um radicalismo inútil e podar ações”, eu complementei, esperando que “mais homens de Deus se levantem para produzir entretenimento com conteúdo útil”, ou seja, fazer algo.
Outro virou post de humor, ao pintar no ônibus “vou com Jesus, se não voltar estarei com Ele”. Achei uma simples manifestação de fé. No post “Jesus, lover of my soul” (categoria “sei lá”) fiquei tentando achar o que havia de errado com o vídeo, um louvor belíssimo num momento de adoração em que eu gostaria de estar e alguém compara isso com um mantra (!!!).
Por fim, vou trazer um exemplo prático sobre a questão do vinho aguado aqui. Quando soube que haveria uma Marcha para Jesus em Joinville, SC (cidade onde moro), dei umas googadas sobre o assunto. Em alguns blogs (este incluso), só pedradas, a idéia que poderia fazer conforme os posts sobre as Marchas (“cabeça de papel”) seria que são eventos ridículos e fora dos propósitos bíblicos. Mas, para não ser míope nem superficial, fui ver o outro lado. Conversei com os pastores que organizaram a Marcha daqui. Diferente do que ocorreu em algumas cidades, a Marcha não foi um evento por si só, foi parte de um ministério que tem unido cristãos (de todas as denominações) aqui, arrecadou toneladas de donativos para vítimas das enchentes (num louvorzão beneficiente) e agora está numa campanha de combate à gripe (em que a Igreja é canal de orientação). Nenhuma denominação foi enaltecida, nenhum pastor ou apóstolo foi promovido, nenhum nome foi louvado além de Jesus Cristo. Se ficasse com a visão superficial daqui nada teria feito. Mas, ao me aprofundar, decidi ser um dos voluntários, agindo. Fé com ação. Foi vinho, mas teve gente reclamando que estava meio aguado.
Neste link dá pra ver que não são cabeças de papel:
http://www.marchaparajesusemjoinville.com.br/blog/

Blog Widget by LinkWithin