15.2.10

Utilidade pública

Aprenda 12 ensinamentos baseados no BBB

Muita gente torce o nariz para o programa, considerando-o alienante, fake, inútil e afins. Há, ainda, quem jure de pés juntos que não perde tempo com esse “tipo de coisa”, mas tem na ponta da língua o nome de todos os participantes e as falas das discussões mais acirradas. E, é claro, existem milhões de pessoas que simplesmente encaram o Big Brother Brasil como pura diversão e se jogam na frente do sofá sem medo de serem felizes. Seja qual for a sua opinião sobre o reality show mais famoso do Brasil, é bom saber que o programa tem, sim, utilidade pública.

Em atrações como o BBB, os participantes aprendem a lidar com conflitos, estresse, dificuldades, diferenças, amizades, amor, afeto, sexualidade e outras situações. “Alguns têm habilidades inatas para lidar com as emoções mencionadas e “se dar bem”; outros não conseguem resistir à pressão emocional do jogo. No entanto, de um modo ou de outro, esse é um bom meio para desenvolver atitudes e habilidades diferenciadas”, explica a psicoterapeuta Fortunée Josiane Zagha, de São Paulo. Ao se tornar uma espécie de “pastiche da realidade”, o programa pode ensinar muitas informações úteis aos telespectadores – desenvolver determinadas habilidades, por exemplo. “É como se os concorrentes estivessem trabalhando em um grupo empresarial, vivendo em casa com a família ou então em qualquer grupo que impusesse normas e regras para o desenvolvimento de um projeto em comum. Porém, a diferença é a intensidade, pois no BBB os relacionamentos acontecem em uma velocidade muito maior e mais impactante, pois tem um meio acelerado de exposição que não ocorre na realidade”, comenta Fortunée.

Para a especialista, o programa chama a atenção de todos, cada qual atraído por alguns momentos e personagens, o que é positivo por mostrar modelos de comportamento aceitáveis e inaceitáveis, que podem ser discutidos e utilizados ou apenas rejeitados. “Não devemos esquecer que habilidades acompanham o desenvolvimento de cada pessoa e que situações diversificadas podem ajudar a manifestá-las na realidade. Também não devemos ignorar que cada participante tem personalidade com características diversas e habilidades que podem ou não ajudar o enfrentamento da realidade”, pondera.

Conheça, a seguir, 12 habilidades identificadas nos participantes do BBB e veja como elas são importantes no “mundo real”:

1. COMPAIXÃO
“Esse sentimento agrega a possibilidade de nos colocarmos na posição do outro, de sentirmos as dores e pensarmos no que faríamos para ajudar aquele participante com novas e melhores escolhas naquele momento que, por vezes, é difícil”, comenta Alexandre Bortoletto. Uma cena marcante do BBB10 foi o final da prova de resistência disputada durante 19 horas entre Lia e Elenita, que, até então, eram inimigas declaradas. Lia venceu a prova e se tornou líder, mas por compaixão ao esforço de Elenita, não só a abraçou ao final como ainda não a mandou para o paredão. Sua escolha foi Tessália, sob a justificativa de que a publicitária pouco se importou com ela durante a prova.

2. CAPACIDADE DE LIDAR COM DIFERENÇAS
No BBB, essa habilidade é colocada à prova todos os dias uma vez que seus participantes devem lidar com diversificados tipos sociais, raciais, sexuais, religiosos e comportamentais. Para o público, assistir como Marcelo Dourado e Dicesar (BBB10) procuram se relacionar bem, apesar de terem temperamentos e gostos bem distintos, ajuda a mostrar que aceitar e lidar com o outro, em toda a sua dimensão, só acrescenta à vida em família, no trabalho e entre os amigos. No BBB5, Alan deixou o machismo e os preconceitos de lado e se tornou amigo de Jean Willis. No BBB9, Priscila Pires transitava por todas as panelinhas sem fazer ou levar fofocas e se tornou uma participante querida e inesquecível. Leia +.

fonte: UOL

11 comentários:

Anônimo disse...

Sobre os doze ensinos do BBB. Êta! Conversa fiada! Este pessoal que querem qualificar tamanha babosidade, acham serventia até (e listam) em fezes. Tenho coisas mais importante para fazer.

Marcio L disse...

O texto diz: "Conheça, a seguir, 12 habilidades identificadas nos participantes do BBB e veja como elas são importantes no mundo real". Eu acrescentaria pelo menos mais 5.

1) Como ser maquiavélico. O objetivo é ganhar o prêmio final, não importando os meios.

2) Como viver valores morais distorcidos, especialmente na área de relacionamento e sexo.

3) Como valorizar o materialismo, procurando ganhar o máximo de prêmios possível.

4) Como fofocar sobre os colegas de confinamento.

5) Como viver uma vida fútil.

Tem outras “habilidades”, mas essas já mostram porque o programa é tão bom.

BBB = Big Baixaria do Bonner.

Jabesmar disse...

Fala sério! Querer exaltar este programa que mostra gente fútil falando e fazendo asneiras é demais pra minha cabeça!

Não preciso (eu sou um dos que não assistem mesmo) assistir ao "Big Bode" pra aprender as virtudes destacadas. Já está tudo na Bíblia e na educação que recebi de berço.

Se para aprender algo "bom" todos tiverem que ver também tanta falta de moral e exibição de asneiras eu pergunto: Será que as pessoas não aprenderão mais coisas erradas que boas?

Olhando para uma caixa de veneno para ratos, vê-se a descrição de que 99,99% do conteúdo não faria mal a ninguém. Apenas 0,01% é o conteúdo de veneno ali constituído. E mesmo assim é mortal ao ser ingerido pelo desavisado roedor!!

Anônimo disse...

Big Baixaria do Boner?

O que o apresentador do Jornal Nacional tem a ver com o Reality Show?

Jabesmar disse...

Cara, não gosto de considerar mensagens anônimas, pois sempre assumo minhas postagens.
Além de anônimo você deve ter problemas de observação, pois quem falou em Boner foi a pessoa que postou antes de mim.
Presta mais atenção!

Marcio L disse...

Peço desculpas a vocês e ao Bonner (não vai ler, mas fica o registro) pela confusão que cometi e causei. Disse Bonner, mas estava pensando no Boninho, pessoa de caráter tão bom quanto a qualidade do programa que dirige.

tito disse...

O BBB 10 é algo parecido com Sodoma e Gomorra.Duas cidades próspera,ricas,que tinha sua economia na agropecuária,terras férteis.Mas, o povo vivia na ociosidade nas praças fazendo fofoca,e praticando sexo livre e liberado,até com os anjos eles tentaram fazer sexo.Ló teve que entregar as filhas.Ociosidade,quer dizer vagabundagem,conforto,consumismo e muita falácia,nada a aprender.Confere a história na Bíblia no livro de Gênesis.
fui,tito from brasília.

Jorge Luiz disse...

Não vejo qualidade nenhuma a ser exaltada no BBB. Seu nome poderia ser Big Besteirol do Brasil!!!

Por Ele. disse...

Estranho, logo aqui nesse blog um monte de bitolação.

Sabe, aprende com tudo quem tem olhar para aprender!

E brindemos a graça com um vinhozinho, pastores! =)

EDSON disse...

Para ser sincero,o Bial já foi um
excelente jornalista,muito promis-
sor,naqueles tempos áureos,que to -
dos nós sabemos!
Mas daí,afirmar essa idiotice que
este lixo do BBB(que pra variar,é
mais uma macaquice copiada dos ame-
ricanos do norte)o é como de utili-
dade pública?Concordo se for de utilidade pública para os menos
favorecidos os NÃO QUALIFICADOS,e pa-
ra não dizer que é sempre a mesma
merda,para mim TANTO FEZES,isso sem
contar com cada figurinha carimba-
da que a seleção da REDE GROBO TE-
REVISIVA convoca como elemento qua-
ficado!O BBB é um balaio misto de
Sapo e Mico,serve tanto para os

NÃO QUALIFICADOS DOS DOIS LADOS
DA TELINHA IGNORANTE !

Anônimo disse...

Bem, se até na Bíblia, que dizem ser livro sagrado, encontra-se justificativas para o que vc quiser fazer de bom ou de péssimo , por quê não (através da suma inteligencia : Bial) não encontrarmos algo de bom no BBB? Assim como na Bíblia, é só "querer" interpretar....

Blog Widget by LinkWithin