9.3.10

Ateísmo e Religiosidade






fonte: Nerd do Gueto

Um ateu mais antenado com a humanidade e suas mazelas que os religiosos.

12 comentários:

Uerlle Costa disse...

Independente de que religião seja é necessário dá importância ao que é realmente é importante.

=)

Felipe Maia disse...

Há algum tempo atrás, o dr. Drauzio Varella apresentou uma maravilhosa série de reportagens sobre o corpo humano e o processo de nosso envelhecimento.

Fico extasiado, que após estudar e pesquisar a beleza, engenhosidade, complexidade e harmonia que existe no corpo humano,não tanto ele seja ateu, mas que depois disso permaneça ainda ateu.

A cegueira do homem sem Cristo, realmente, é muito triste.

Oremos por ele.

Abrçs a todos.

Gabriel Nagib disse...

É a parábola do filho "Sim" e do filho "Não". Importa mesmo o quê fazemos, não o que dizemos a respeito de Deus.

Diógenes SkauSURF disse...

Eu acredito em Cristo, mas confesso que sou muito mais a cegueira de Drausio Varella do que a visão de qualquer idiotinha gospel desses que encontramos aos montes por aí, falando via gerúndios intermináveis (e ridículos, tipo" eu vou estar orando", e etc).

Gente como Waldomiro, Silas, Edir e tantos outros.

Não vejo a cegueira dele (que frase interesante essa minha rsrsr) al´me da não constatação de que tudo foi criado por Jesus. E vou te dizer mais ainda que, ele cego, e eu enxergando, ele faz muito, mas muito mais pela humanidade do que eu jamais farei por toda a minha vida.

Sou muito mais ele cego do que eu tendo olhos perfeitos, se assim o fora.

Não me orgulho disso, mas justiça seja feita. Ele - sendo ateu - é muito mais cristão do que eu.

"Que queres que te faça, Diógenes?"
"Que eu possa enxergar, meu Senhor!"

Abração a todos e Aloha"

Adriana Neumann disse...

Sábias palavras, Diógenes!

Diógenes SkauSURF disse...

É a verdade, Adriana.

Essa eu enxergo perfeitamente, mesmo sendo cego.

Ou seria "mesmo enxergando"?

Edson Bueno de Camargo disse...

Interessante o pedido de respeito à opinião.

É muito difícil em um país de maioria quase absoluta de cristãos ter algum respeito por não comungar desta fé.

Di Bochio disse...

É engraçado, eu admiro a proximidade, o conhecimento e interesse que o Pava tem sobre o ateísmo, mas não compartilho desta "paixão".

Curto muito os textos de Nietzsche, pois, para mim, ele não desafia a existência de Deus, de minha fé ou espiritualidade mas sim a compreensão dos efeitos que um cristianismo 'meia boca' pode ter sobre uma pessoa/sociedade.

Confesso ser muito mais curioso quanto aos cultos afro, à mistica indígena, à confissões e dogmas que tenham mais significado/expressão social.

Eu não sei porque, mas o ateísmo é um assunto que, por mais que eu tente entender, não consigo criar uma curiosidade saudável, aquela paixão investigativa. Acho que falta algo me ligue a este "outro". Talvez o que eu preciso é conhecer de fato um ateísta verdadeiro, alguém com quem eu crie um vinculo emocional e com quem possa dialogar sem ser tachado como um ser inferior por minha fé. Talvez isso é o que me falta para compartilhar deste interesse em entender este outro.

Onde encontrar este 1%? Será que quando eu encontrar com este 1% minha tradição, minha cultura, permitira um dialogo sincero? Espero que sim. Trabalho minha alma, meus instintos, minha natureza para que sim!

Obrigado Pava por continuar a nos provocar intelectualmente e espiritualmente! Precisamos ser confrontados pelo "outro" constantemente para que cresçamos como pessoas e, para tanto, precisamos sair da proteção/comodismo/preconceito de nossos guetos.

Abração!

Pavarini disse...

cara, o trinômio "proximidade, conhecimento (maomeno) e interesse" é verdadeiro. entretanto, cabe ressaltar que este post é do eliézer.

abraço

Di Bochio disse...

Aaafff... eu nunca vejo quem publica (de fato) a matéria kkk

Tá na hora de você mudar o nome do Blog para "Chicco e Eliezer pagando as contas do Pava" kkk

Diógenes SkauSURF disse...

Não se esqueçam de: o Diógenes comentando... e o "afonso" polemizando!

Anônimo disse...

Respeito o Sr. Dráuzio, sou evangélica, já fui católica, sempre acreditei em Cristo. Mas acreditar que o mundo existe por um acaso, porque houve a extinção dos dinossauros? Agora, há muitas interpretações errôneas da Bíblia sobre Deus, que se o Sr. Dráuzio chegar até Deus, Ele lhe dará o entendimento, bastar querermos de fato de para isto temos o livre arbítrio. De qualquer forma,o sr. Dráuzio já exerce o verdadeiro cristianismo sem saber, fazendo bom uso de sua cidadania e fazendo seu trabalho maravilhosamente como o faz. Oro (sem pieguice de evangélica, rss), que ele tenha um encontro com Cristo e tenha um relacionamento com Ele, pois certamente seu entendimento será bem diferente!
Maria Lúcia - Recife-PE

Blog Widget by LinkWithin