14.4.10

Uma igreja evangélica que aceita homossexuais

Em Minas, homossexuais que se dizem excluídos das seitas tradicionais, criam uma igreja evangélica anti homofóbica. Entrevista para o Repórter Brasil, da TV Brasil.


Do Repórter Brasil

10 comentários:

Andréa Cerqueira disse...

E eles estão fazendo o "ide" que muitas igrejas evangélicas não fazem! Vão até os locais de prostituição, por exemplo, falar sobre o amor de Deus e de um lugar onde eles são aceitos como são...
Eu acredito que isso é fruto da nossa omissão!

Anônimo disse...

isso é uma verdade...
poucas igrejas aventuram-se a entrar em alguns guetos...

Gleison Dias disse...

Pára gente!! Não é possível que vocês não estão vendo o que está acontecendo?!?!

É como criar uma igreja de mentirosos pq as outras igrejas não os aceitam! É como criar uma igreja para idólatras pq as outras igrejas não os aceitam!!

Sei que é estranho falar desse jeito, mas não vejo em nenhum momento, e podem me corrigir se eu estiver errado, mas o JESUS que eu conheço quer o HOMOSSEXUAL SIM, mas será que gostaria que ele continuasse na homessexualidade!

Existem muitas igrejas que têm um trabalho sério, com psicólogos e voluntários preparados para ajudar aqueles que querem mudar de atitude, e não se sentem bem com este estilo de vida!!

E discordando do que a Andréia citou logo acima ("Isso é fruto da nossa omissão"). Não acredito nisso não, os líderes dessa denominação já haviam passado por outros lugares e optaram pelo caminho mais fácil. Como muitos de nós que, em vez de lutar contra nossa carne (Romanos 8), prefere achar textos isolados sobre amor e o cuidado de Deus, para justificar uma pataquada dessas. Isso não é evangelho, o EVANGELHO É TRANSFORMADOR, isso é apenas uma fuga para pessoas que INFELIZMENTE não conseguiram se achar.

Se um filho seu dissese que tem inclinações homessexuais, você simplesmente o encaminharia para essa igreja, ou tentaria uma terapia, aconselhamentos e até mesmo orações para saber a fundo sobre essa situação??

VAMOS PARAR DE HIPOCRISIA. CRISTIANISMO É AMOR SIM, MAS O EVANGELHO TEM QUE TRAZER TRANSFORMAÇÕES.

Se você é um homossexual... busque a Jesus, e deixe que Ele te ensine sobre sua vontade e sobre o que é o verdadeiro amor de Deus!!


Deus abençoe a todos!

Anônimo disse...

Por favor, não generalizem. Nem todo homossexual é promíscuo. Homossexualidade em si não pode ser pecado. Acho que é muito louvável que pessoas abram espaço para os homossexuais cultuarem a Deus.

Tim Blank disse...

Todas as igrejas falam esse tal do "amamos o homossexual mas odiamos o homossexualismo", entretanto isso não quer dizer absolutamente nada, sendo que todas dizem isso e todas são preconceituosas, ainda mais quando um gay vai a um culto (vixi, coitado, é fuzilado com os olhares).

Que nem diria o pastor da minha igreja: a igreja é para quem não gosta de igreja e para quem a igreja não gosta...

Douglas Fernando disse...

Homossexualidade pode até origens psico-sociais patológicas, como pode mesmo ser um opção sexual. Contudo, não deixa de ser pecado, assim como o é o adultério,a fornicação, a pornografia, a obsessão sexual, a corrupção, a desonestidade, a mentira, enfim, tudo o que procede da queda e/ou da natureza decaida do homem e da mulher, independentemente de sua cultura, religiosidade e formação moral.
"Quem não nascer de novo não verá (nem entrará) no Reino dos Céus", são as palavras do Senhor Jesus. E nas questões eternas, quem decide é Ele, e não nós.
Os direitos civis e humanos dever ser respeitados por todos os cristãos, mas desrespeitar o Evangelho, a Palavra de Deus, trará justo juízo da parte do Senhor sobre quem assim proceder.
Nosso Deus é amor, mas tb Justo Juiz.
Graça e paz a todos os amam verdadeiramente ao Senhor.

Rosemary disse...

Gleison Dias e Douglas Fernando disseram tudo. Se lermos Romanos 2, é óbvio que Deus quer o abandono da homossexualidade. Não podemos mentir só para sermos politicamente corretos. Nos convém servir ao Pai, acima de tudo. O que não significa ofender ou agredir a quem fez esta escolha. Mas se não falarmos e mostrarmos na Palavra, o que Deus quer, estaremos sendo covardes e cegos, guias de cegos. Seremos julgados pelo que ensinarmos e ai de quem for pedra de tropeço.... Lembremo-nos disto.

biabreus disse...

O que eu ouvi deste pastor diversas vezes nesta entrevista foi "inclusão social" e não salvação. Ele diz que eles falam do amor de Deus pras pessoas abandonas pela religião. Ou seja, em alguns momentos deu a impressão de que se você não é aceito em lugar nenhum, esta igreja te aceita. Não sei até que ponto uma inclusão social é o meio correto de trazer alguém pra casa de Deus, mas se isso for um meio de levá-los para a salvação (e aí entra a mudança de vida) pode sim ser uma benção.

Luiz Sant´Ana disse...

Em nosso momento atual existe um desejo de minimizar diferenças, o mundo secular é cíclico, um dia homossexualismo é algo ruim e depois é algo bom. Tudo é subjetivo. Mas nossa igreja de origem judaica cristã não pensa assim, entende que o homossexual tem de rever sua conduta intima para ser aceito pelo coletivo. Os gregos aceitavam com naturalidade o homossexualismo e o que chamamos hoje de pedofilia. Como uma nave indo à lua, o primeiro estágio já ocorre lentamente rsr falta somente o segundo rsr

Anônimo disse...

Jesus aceita o homossexual mas não o pecado que ele comete usando seu corpo que foi feito para a mulher.Ele criou adão e eva e não adão e ivo,frase muito conhecida, fácil de entender e verdadeira.

Blog Widget by LinkWithin