14.4.10

Voz de prisão ao papa

E no oitavo dia Deus criou Richard Dawkins. Sendo que Richard Dawkins viu que isso era bom e logo se declarou o maior ateísta vivo.

Em suas peregrinações, Richard Dawkins, além de professor para a Compreensão Pública da Ciência, na Universidade de Oxford, tornou-se afamado etologista, biólogo evolucionário e divulgador científico, além de ser tido como um dos mais importantes acadêmicos britânicos. Dawkins insiste no fato de que religião, criacionismo e tudo aquilo que se assemelhe a uma ou outra coisa é pura “pseudociência”. Seu livro, A Ilusão de Deus, vendeu milhões de exemplares e qualquer coisa que tenha uma “inteligência superior” a designar e criar nossos destinos é prontamente atacada por ele em texto mais que virulento.

Richard Dawkins agora está nas primeiras páginas dos jornais, pois se há uma coisa em que ele acredita piamente, se assim se pode dizer, é no poder da imprensa. Juntamente com o jornalista britânico expatriado para os Estados Unidos Christopher Hitchens, Dawkins veio a público – mas muito público mesmo – para anunciar que, no decorrer da já marcada visita do papa Bento 16 às cidades de Glasgow e Cantuária, nestas ilhas, em setembro próximo, o Sumo Pontífice receberá voz de prisão, conforme divulgou o advogado de ambos os ateístas, Mark Stephens.

“Teja preso, seu papa!”, dirá Dawkins? Que argumentou ainda que, do ponto de vista jurídico, o papa não tem direito à proteção oferecida a outros soberanos em visita a este país, uma vez que a estada papal é classificada como estatal e o papa não é um chefe de estado reconhecido pelas Nações Unidas. Trata-se do mesmo raciocínio e princípio legal que levou o ex-ditador chileno Augusto Pinochet a ser preso quando de sua passagem pelo Reino Unido em 1998.

Causa da prisão, segundo a dupla e seu advogado: o papa teria acobertado os crimes de abuso sexual ocorridos dentro da Igreja Católica. Pedofilia desenfreada, para tratar do assunto, digamos assim, sem papas na língua.

No fim de semana que passou, o Papa se viu envolvido em nova controvérsia em vista da divulgação de uma carta, por ele assinada, em que, no ano de 1985, manifestava-se contra a excomunhão de um padre norte-americano que teria cometido violências sexuais contra dois meninos. À época, o papa estava encarregado da Congregação para a Doutrina da Fé (que já teve, há um bom tempo, o nome de Suprema e Sacra Consagração da Inquisição Universal), que, justamente, lida com casos de abusos sexuais.

Christopher Hitchens, autor de um livro muito popular intitulado Deus Não é Grande, declarou que o Papa “não se encontra nem acima nem fora do alcance da lei. A supressão institucionalizada de estupro infantil é um crime diante de qualquer lei e exige algo mais que uma cerimônia pública de arrependimento ou pagamentos financiados pela Igreja: exige justiça e punição.”

Acrescentou ainda Mark Stephens, o advogado de ambos ativistas ateus: “Os tribunais examinarão as reivindicações de imunidade. No meu entender, no entanto, acredito que um tribunal inglês as rejeitará.”

Richard Dawkins, no domingo passado, lá estava na primeira página de mais de um jornal: “Eu vou prender o papa”.

O Vaticano, até o momento em que estas linhas foram batidas, não respondera e a visita continua de pé.

Ivan Lessa, na BBC.
dica do Chicco Sal e do Walter Cruz

15 comentários:

Anônimo disse...

Vc vai moderar esse comentário com certeza...mas pq vc se dói tanto com a igreja católica? Será pq apesar de td que aconteceu durante td a história, ela ainda tem muito mais força e credibilidade que as igrejas evangélicas? Tantos escandalos envolvendo as igrejas evangélicas rolando por aí e não vi nenhuma notícia sua até agora...não sou católica nem evangélica...e quer um escandalo pra vc noticiar? Minha irmã foi estuprada por um pastor da igreja assembléia...ela encontrou apoio para se recuperar através da igreja...católica! Não acredito em santidade por parte do ser humano..independente da religião...então não faça isso que vc faz...não é assim q vc conseguirá seu lugarzinho no céu...julgando pastores ou padres...ou papa...quem for...lembre-se do mandamento "Não julgarás.
Contato: lani_olivier@hotmail.com

Meire disse...

lani

Meu, esse cara que estuprou sua irmã tem que ir preso, sendo pastor, bispo, apóstolo, ungido ou untado. Ele tem que responder criminalmente por esse ato.

carlota disse...

Meu prezado anônimo (lani_olivier@hotmail.com): 1-o texto é só informação da BBC; 2-Não se trata de defender ou acusar, se trata de justiça; 3-tanto os padres como os pastores são seres humanos, passíveis de erro; 3-não é este papa ou outro, se trata da instituição, que acumulou em quase 20 séculos muitas pessoas maravilhosas, mas também muitas histórias e pessoas nada meritórios; 4-como sempre ninguém pode jogar a primeira pedra; 5-o "no julgar" é ordem sim, mas a atitude profética é denunciar as injustiças, atitude que devem ter tanto os líderes como todos os membros da comunidade de fieis; 6-lembre que somos salvos pela Graça e não pelo juízo...graças a Deus, senão ninguém teria chance.

ezequie disse...

lani_olivier,
concordo com quase tudo q tu falou...
não tem santo em lugar nenhum.
mas discordo q o pava só publique coisa q fala mal da Igr. Catolica. mto pelo contrario...
a maioria dos posts dele mostram verdades ruins das igrejas evangelicas...

denuncie esse "pastor" da AD. Cadeia pra esse marginal...

Ruy Cavalcante disse...

...lembre-se do mandamento "Não julgarás".

Isso foi uma piada? Em qual livro esse madamento aparece? I heresias 3:4?

Cada uma...

livrexpress disse...

Num país decadente como a Inglaterra, onde pessoas são perseguidas por usarem crucifixos, igrejas são obrigadas pelo Estado a realizar "casamentos" gays e cristãos são presos por citarem a Bíblia, idiotas como Richard Dawkins são cultuados.
Aqui também tem gente que o adora, claro.

Anônimo disse...

Essa é uma das coisas mais nonsenses que eu já vi na vida. Esses ateus são um bando de religiosos fundamentalistas.
E essa coisa de prender o papa é marketing puro. Qual é o amparo jurídico para incriminar um líder religioso por causa dos crimes (ou supostos crimes) cometidos por seus fiéis?
O caso do Pinochet não tem nada a ver. É coisa de nonsense mesmo.
Ab, Mauro.

max soares disse...

Sem sentido falar que o o pava Critica essa ou aquela religião , nasci catolico me tornei protestante sem ninguém pregar pra mim ainda assim a graça d´Ele me alcançou...
E picareta, pedofilo, o todo tipo de lixo tem lá como cá...O Pava nada mais é a voz que grita no deserto indignado com tudo isso, arrependei-vos...

Meire disse...

de todas as blasfêmias contra nosso santo pava, essa foi a mais incoerente.
Cuidado, poi além do mandamento: "Não julgarás", deus deixou outro: não toqueis no meu ungido Pava, caso contrário: Vai ser comido de bicho...

Luciano F. disse...

Phoda-C as igrejas, a biblia, o papa, o lugarzinho no céu (???) e o pava (hehe). Se o Diabinho pagar bem to negociando a alma em suaves prestações. \m/

rpgabriel disse...

Simples assim: Ateu de verdade não é aquele que combate as formas de fé em um ser celestial. Ateu de verdade é aquele que, com certeza de que ter fé é bobagem, nem perde seus preciosos minutos de meditação científica e racional em algo que não faz sentido pra si.

Richard Dawkins é apenas um comerciante da fé, como muitos pastores da prosperidade por aí, entretanto, ao invés de vender "o poder de Deus em ajudar a melhorar seu conforto", ele vende "o conforto psiquiátrico de que você pode ser solitário e egoísta sem medo nenhum."

Eu sei com certeza que não existe uma girafa cor-de-rosa no jardim da minha casa. Se eu sei isso com certeza, porque eu escreveria uma tese, livros, vídeos, documentários e tudo quanto possível para falar que essa girafa não existe? Só pra questionar os que dizem "existir"?

Gostaria de que os ateus não questionassem os cristãos, pois se um cristão ainda não é suficientemente perfeito para ser chamado cristão, maioria dos ateus estão longe de serem, de fato, ateus também. Dawkins é simplesmente o Billy Graham deles, a Lady Gaga do ateísmo.

Se alguém tem dúvida, olha ele aqui usando "da religião" como desculpa para evitar entrar em debate com William Lane Craig, um dos maiores debatedores sobre fé e ciência da atualidade.
http://www.youtube.com/watch?v=JFamS4RGE_A&feature=related
Se ele realmente tem convicção das suas suposições, por que não entrar no debate?

Abraços!

Anônimo disse...

Luciano F.
que alma barata... haha

Valerio Márcio disse...

Gente, o texto não estava centrado na atitude do RICHARD DAWKINS? Me parece que o jornalista quer destacar muito mais a postura beligerante de Dawkins do que fazer juízo de valor das atitudes ou da pessoa do Papa... Encaminhar a discussão para o lado de quem é contra ou a favor dessa ou daquela igreja desconsidera o "espírito" do texto...

joão marcos disse...

não duvido que tenha crente orando pra que o intento do Dawkins se realize, o papa seja preso e "o inimigo será envergonhado".

não duvido mesmo...

Enezio E. de Almeida Filho disse...

Dawkins seria mais coerente, se desse voz de prisão ao cura anglicano que o bolinou ou sodomizou quando ele tinha 7 anos de idade.

Blog Widget by LinkWithin